UFSCar abre pós em análise do comportamento autista | AGÊNCIA FAPESP

Especialização é voltada a interessados em trabalhar com diagnóstico, intervenção e tratamento de pessoas autistas

UFSCar abre pós em análise do comportamento autista

14 de janeiro de 2014

Agência FAPESP – Estão abertas, até 10 de fevereiro, as inscrições para o curso de pós-graduação lato sensu em Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo, oferecido pelo Laboratório de Aprendizagem Humana Multimídia Interativa e Ensino Informatizado (Lahmiei), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O curso tem como objetivo capacitar profissionais para atuar de acordo com os princípios da Análise do Comportamento Aplicada (ABA, da sigla em inglês para Applied Behavior Analysis), cujo objetivo é melhorar a qualidade dos serviços prestados à pessoa com autismo.

Voltado a profissionais das áreas da saúde e educação e a envolvidos direta ou indiretamente com pessoas com transtorno do espectro autista, o curso exige somente que os candidatos interessados possuam diploma de nível superior.

Celso Goyos, professor e coordenador do Lahmiei, explica que o curso inclui aulas teóricas e práticas, que vão desde a caracterização dos indivíduos ao tratamento de comportamentos auto-lesivos e repetitivos.

A carga horária total é de 450 horas. O curso é presencial, com aulas quinzenais aos sábados, no campus de São Carlos da UFSCar.

O formulário de inscrição está disponível na internet e o início das aulas está condicionado à inscrição de no mínimo 60 alunos.

Mais informações http://www.lahmiei.ufscar.br./index_port.html

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados