Treinamento técnico em Bioinformática com bolsa da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Projeto desenvolvido no Instituto de Computação da Unicamp busca profissional que possa auxiliar a criar um repositório para dados de genoma e verter programas escritos em Matlab ou Octave para Python e R (Imagem geralt/Pixabay)

Treinamento técnico em Bioinformática com bolsa da FAPESP

17 de dezembro de 2019

Agência FAPESP – O projeto “Estudos sobre comparação de genomas” oferece uma oportunidade de treinamento técnico nível quatro (TT-4A). O prazo de inscrição encerra em 31 de dezembro de 2019.

Desenvolvido no Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o projeto busca avançar a teoria matricial de rearranjo de genomas, aplicando-a à construção de filogenias usando rearranjos e a inferência dos genomas ancestrais em nós internos.

O bolsista deverá se familiarizar com os programas já desenvolvidos pelo grupo de pesquisa e auxiliar a criar um repositório para compartilhá-los. Ele deverá também verter os programas escritos em Matlab ou Octave para Python e R.

Os candidatos deverão ter desenvoltura em Python, Matlab, R e Octave. Além disso, deverão ter familiaridade com ferramentas de bioinformática e proficiência em álgebra linear.

Os interessados podem se candidatar enviando e-mail para João Meidanis (meidanis@scylla.com.br). Mais informações sobre a vaga em: www.fapesp.br/oportunidades/3207

A vaga em TT-4A tem valor de R$ 5.087,20. Essa bolsa FAPESP é voltada para especialistas em Tecnologia da Informação com pelo menos quatro anos de experiência após a graduação, que não tenham vínculo empregatício e possam se dedicar de 16 a 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa.

Mais informações sobre as bolsas de Treinamento Técnico da FAPESP: www.fapesp.br/bolsas/tt.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados