PD em Materiais Nanoestruturados e em Compostos Bioativos com Bolsas da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

PD em Materiais Nanoestruturados e em Compostos Bioativos com Bolsas da FAPESP Oportunidades estão vinculadas a projetos do CDMF na USP e na UFSCar; prazo de inscrição encerra em 10 de abril (imagem: Wikimedia Commons)

PD em Materiais Nanoestruturados e em Compostos Bioativos com Bolsas da FAPESP

04 de abril de 2017

Agência FAPESP – O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP, oferece duas oportunidades de Pós-Doutorado em Engenharia nas áreas de Materiais Nanoestruturados e de Compostos Bioativos e Nanotecnologia. Os prazos de inscrição encerram dia 10 de abril.

A primeira vaga, na área de Materiais Nanoestruturados, está ligada ao Grupo de Crescimento de Cristais e Materiais Cerâmicos do Instituto de Física de São Carlos, da Universidade de São Paulo (USP), e vinculada a projeto de pesquisa sobre materiais nanoestruturados à base de grafeno e óxidos de metais de transição para serem aplicados como sensores de gases.

Os interessados deverão ter Doutorado na área de Física, Química ou Ciência dos Materiais e experiência de pesquisa nas áreas de síntese e caracterização de materiais nanoestruturados na forma de pó e filmes finos. É desejável que tenham experiência com técnicas de deposição de filmes finos.

Os candidatos devem ter concluído o doutorado há não mais que quatro anos e demonstrar capacidade de gerar produção científica, tendo publicado pelo menos dois artigos em periódicos científicos com revisão por pares.

Os interessados deverão enviar carta de interesse, currículo vitae resumido, apresentando formação acadêmica, publicações e informações que comprovem a sua experiência científica na área do projeto, projeto de pesquisa (até 10 páginas) e nomes e e-mails de duas pessoas como referência para Valmor Mastelaro, pesquisador principal do CDMF, no endereço valmor@ifsc.usp.br.

A oportunidade está publicada em http://www.fapesp.br/oportunidades/1475/.

A segunda bolsa, na área de Compostos Bioativos e Nanotecnologia, está vinculada a pesquisa desenvolvida na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) sobre Síntese de micro/nanocristais cerâmicos e micro/nanocompósitos; bioprospecção, isolamento e cultivo de microrganismos endofíticos de plantas do Cerrado; produção de bioextratos e separação de frações bioativas; bioensaios microbiológicos e parasitológicos.

O Cerrado brasileiro é um mosaico de biomas, caracterizado por plantas endêmicas e medicinais com características únicas, permitindo o isolamento microbiano. Microrganismos são uma fonte potencial para a produção de metabólitos bioativos para aplicações diversas. Microrganismos endofíticos habitam o interior de tecidos vegetais, sem causar aparente dano aos mesmos, podendo produzir substâncias bioativas.

O projeto pretende responder três grandes questões: compostos bioativos derivados de endofíticos podem ser purificados e atuar como antimicrobianos e/ou antitumorais?;  estes compostos podem reduzir/eliminar doenças crônicas e fatais como leishmaniose?; nanopartículas podem ser incorporadas aos extratos produzidos por endofíticos para obter atividade antimicrobiana mais promissora?.

A importância desteo projeto está relacionada à crescente e progressiva resistência microbiana. A bioprospecção pode ser usada para obtenção de substâncias terapêuticas inovadoras produzidas por microrganismos endofíticos e/ou em associação com nanopartículas. Doenças tropicais negligenciadas como leishmaniose poderiam ser tratadas com a descoberta de novas substâncias. A nanotecnologia pode contribuir com a síntese de metais biocidas ou biostáticos como α-Ag2WO4. Essas partículas em associação com compostos produzidos por endofíticos poderão viabilizar aplicações biotecnológicas.

Os interessados devem enviar carta de interesse, currículo vitae resumido contendo grau acadêmico, publicações e documentos comprovando experiência na área e duas cartas de recomendação para Elson Longo, pesquisador principal do CDMF, no endereço elson@iq.unesp.br, com cópia para Assessora Administrativa no e-mail rose.liec@iq.unesp.br.

A oportunidade está publicada em http://www.fapesp.br/oportunidades/1484/.

Os selecionados receberão bolsas de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.819,30 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica da bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso os bolsistas residam em domicílio diferente e precisem se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderão ter direito a um Auxílio-Instalação.

Mais informações sobre a bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades.

Assuntos mais procurados