Ouro, prata e bronze | AGÊNCIA FAPESP

Brasileiros ganham 19 medalhas na Competição Internacional de Matemática (foto: divulgação)

Ouro, prata e bronze

11 de agosto de 2009

Agência FAPESP – O Brasil conseguiu mais um ótimo resultado na 16ª edição da Competição Internacional de Matemática para Estudantes Universitários (IMC, na sigla em inglês), que ocorreu nos dias 29 e 30 de julho na Hungria.

Estudantes brasileiros conquistaram duas medalhas de ouro, nove de prata e oito de bronze, além de quatro menções honrosas. Rafael Daigo Hirama, do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), ganhou o ouro. Rafael Marini Silva, que estuda na Escola Politécnica de Paris, na França, também ficou em primeiro lugar.

Edson Bezerra Lopes (Universidade Federal do Ceará, UFC), Felipe Gonçalves Assis (Universidade Federal de Campina Grande), Jordan Freitas Piva (Instituto Militar de Engenharia, IME), Ramon Moreira Nunes (UFC), Thomas Yoiti Sasaki Hoshina (IME), Leandro Lichtenfelz (Universidade Federal de Santa Catarina) e Gabriel Ponce (USP de São Carlos) ganharam medalha de prata.

Marcelo Araujo (ITA), Andre Linhares Rodrigues (Universidade Estadual de Campinas), Rafael Rezende (UFC), Leandro Farias Maia (IME), Guilherme Rodrigues Nogueira de Souza (ITA), Marcos Vieira (ITA) e Guilherme da Silva (Universidade Estadual Paulista) ficaram com bronze.

Outros brasileiros que estudam na Escola Politécnica de Paris foram premiados. Murilo Vasconcelos Andrade e Henry Wei Cheng Hsu, ganharam medalha de prata, enquanto que Levi Maximo Viana ficou com o bronze.

Participaram da competição alunos de cerca de 150 instituições de ensino superior de 40 países, como as universidades de Princeton, Cambridge, Oxford e Moscou e o Instituto Max Planck.

A prova foi aplicada em dois dias consecutivos com um tempo de cinco horas para cada dia. Os problemas incluíram os campos da álgebra, análise real e complexa e análise combinatória.

O primeiro colocado na classificação geral foi Alexander Efimov, da Universidade de Moscou, que somou 80 pontos. Os medalhistas de ouro do Brasil somaram 60 pontos (Hirama) e 58 pontos (Marini).

A participação do país na competição é organizada por meio da Olimpíada Brasileira de Matemática.

Mais informações: www.imc-math.org e www.obm.org.br.
 

* Errata: Na notícia foi divulgado erroneamente que Piva e Hoshina eram alunos do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da Universidade de São Paulo e não do Instituto Militar de Engenharia, no Rio de Janeiro,

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados