Mostra de Cinema Ambiental percorre 17 cidades do Estado de São Paulo | AGÊNCIA FAPESP

Filmes como A crise global da água, de Jessica Yu, serão exibidos nas unidades do Sesc, em escolas e universidades (divulgação)

Mostra de Cinema Ambiental percorre 17 cidades do Estado de São Paulo

01 de outubro de 2013

Agência FAPESP – Entre os dias 1º de outubro e 3 de novembro, 17 cidades do Estado de São Paulo receberão a 2ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, evento gratuito que exibe filmes relacionados a questões ambientais, sustentabilidade, cidadania, governança, participação e políticas públicas.

A programação da mostra conta com 26 filmes, como A crise global da água, de Jessica Yu, e Quem se importa, de Mara Mourão, e tem o compromisso de apresentar conteúdos com qualidade cinematográfica que levantem questões ambientais e estimulem a democratização dos assuntos para a população.

O evento classifica os filmes em temas como água, cidades, contaminação, economia, globalização, mobilização e povos e lugares. Cada um deles reúne produções brasileiras e estrangeiras, que serão apresentadas nas unidades do Sesc, em escolas e universidades.

Moradores de cidades do interior, do litoral e da Grande São Paulo terão a oportunidade de assistir aos filmes. A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), e a Universidade Metodista, ambas em Piracicaba, e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Bauru receberão alguns dos diretores dos filmes e sediarão debates sobre os temas envolvidos.

Em Santos, também estão programadas discussões na Universidade Católica Unisantos, no Centro Universitário Monte Serrat (Unimonte) e na Universidade Santa Cecília (Unisanta).

A mostra é uma iniciativa da ONG Ecofalante, que desde 2003 apoia a utilização da tecnologia para contribuir com o desenvolvimento sustentável, a preservação e a recuperação do meio ambiente.

A programação completa pode ser conferida em http://www.ecofalante.org.br/mostra/
 

  Republicar
 

Republicar

É permitida a republicação desta reportagem em meios digitais de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. É obrigatório o cumprimento da Política de Republicação Digital de Conteúdo de Agência FAPESP, aqui especificada. Em resumo, o texto não deve ser editado e a autoria deve ser atribuída, assim como a fonte (Agência FAPESP). O uso do botão HTML permite o atendimento a essas normas. Em caso de reprodução apenas do texto, por favor, consulte a Política de Republicação Digital.


Assuntos mais procurados