Morre Sonia Dietrich, pesquisadora do Instituto de Botânica | AGÊNCIA FAPESP

Pioneira em pesquisa com bioquímica de plantas e editora chefe da Revista Brasileira de Botânica tinha 77 anos

Morre Sonia Dietrich, pesquisadora do Instituto de Botânica

13 de agosto de 2012

Agência FAPESP – Sonia Machado de Campos Dietrich, pesquisadora da seção de Fisiologia e Bioquímica de Plantas no Instituto de Botânica, morreu enquanto dormia na sexta-feira (10/08), em São Paulo, aos 77 anos.

Após velório realizado no Hospital Albert Einstein, a cremação ocorreu no Crematório de Vila Alpina no sábado. Deixou três filhos e quatro netos.

“Sonia era uma pioneira e expoente na área de Bioquímica de Plantas. Sua competência e reconhecimento fez com que integrasse inúmeros conselhos e comissões no Brasil e no Exterior”, disse Carlos Joly, coordenador do programa BIOTA-FAPESP.

Graduada em História Natural pela Universidade de São Paulo (1957), concluiu especialização em bioquímica na Fundación Campomar e na Universidade de Buenos Aires (1963), na Argentina, e na Universidade de Wisconsin-Madison (1966), nos Estados Unidos.

Concluiu o doutorado em bioquímica em 1969 na Universidade de Saskatchewan, Canadá. Atualmente era pesquisadora científica aposentada e pesquisadora sênior pelo CNPq no Instituto de Botânica.

Foi editora responsável pela Revista Brasileira de Botânica, membro do comitê nacional no Brasil da Rede Latino-Americana de Ciências Biológicas, assessora ad hoc na Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento (TWAS) e da Rede Latino-Americana de Botânica, da qual foi fundadora e coordenadora.

Dietrich foi assessora ad hoc da FAPESP e avaliadora do Programa Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes. Foi assessora da National Geographic Society e da International Foundation of Science, membro da Comissão Nacional de Biodiversidade e secretária-geral da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Recebeu diversos prêmios e títulos, entre eles o de comendador da Ordem do Mérito Científico da Presidência da República.

Como pesquisadora, tinha experiência na área de Botânica, com ênfase em Fisiologia Vegetal, atuando principalmente nos temas: fitoalexinas, prospecção de plantas com atividade biológica, cerrado, germinação e carboidratos.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados