Fundação Gates financia projetos voltados a melhorar o impacto das campanhas de saúde | AGÊNCIA FAPESP

Nova chamada do Grand Challenges Explorations procura soluções inovadoras para ampliar a cobertura, o alcance e a eficiência da comunicação com a população (foto: GCE)

Fundação Gates financia projetos voltados a melhorar o impacto das campanhas de saúde

07 de novembro de 2019

Agência FAPESP* – A Fundação Bill & Melinda Gates lançou uma nova chamada da iniciativa Grand Challenges Explorations (GCE), com foco no aprimoramento do impacto das campanhas de saúde.

O programa financiará com US$ 100 mil (aproximadamente R$ 400 mil) projetos inovadores que buscam melhorar a cobertura das intervenções, a identificação e alcance das populações de risco e a melhoria da eficiência dos recursos das campanhas de saúde. Os projetos também devem considerar as seguintes fases de realização das campanhas: planejamento e microplanejamento, implementação/operações, monitoramento e avaliação.

São aceitos projetos de candidatos de qualquer área ou organização, incluindo universidades, laboratórios, institutos de pesquisa, ONGs e empresas privadas. A chamada receberá inscrições pelo site do GCE até 13 de novembro de 2019.

No Brasil, uma parceria com as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) abre a possibilidade de um aporte adicional de US$ 25 mil (R$ 100 mil) a US$ 50 mil (R$ 200 mil) para pesquisadores que tiverem suas ideias selecionadas.

A FAPESP apoia a chamada junto com o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). Até hoje, 15 projetos de brasileiros foram financiados nas chamadas globais do GCE, sendo cinco do Estado de São Paulo.

Mais informações em: https://bit.ly/2r1fZVO e https://bit.ly/2N4IElx.

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Global Health Strategies.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados