A saga da humanidade em 12 vídeos | AGÊNCIA FAPESP

Curso de Walter Neves para o Canal USP apresenta os pontos principais da evolução que resultou no Homo sapiens (foto: Canal USP)

A saga da humanidade em 12 vídeos

07 de março de 2018

Agência FAPESP – “Perguntar se nós, humanos, descendemos do macaco é inadequado – somos macacos. A evolução que resultou no Homo sapiens não foi linear, e sim feita de idas e vindas”, disse Walter Alves Neves, professor titular do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva da Universidade de São Paulo, onde fundou e coordena o Laboratório de Estudos Evolutivos Humanos, único do gênero da América Latina.

“Ficamos bípedes não de uma vez só, mas aos poucos – durante milhões de anos, os hominídeos viveram entre as árvores e o solo: a chamada bipedia facultativa”, disse o paleoantropólogo, que em 12 vídeos, preparados especialmente para o Canal USP (youtube.com/canalusp), apresenta os pontos principais do caminho trilhado entre o ancestral comum ao homem e aos chimpanzés até o aparecimento do Homo sapiens, 200 mil anos atrás.

Em 30 anos como pesquisador da evolução humana, Neves reuniu réplicas de crânios das espécies de grandes símios e de hominídeos. O curso “A Saga da Humanidade” se baseia nessas réplicas, em torno das quais o pesquisador relata hábitos e características de cada espécie. Do Sahelanthropus tchadensis ao Homo neanderthalensis, Neves conduz o espectador pela longa saga que levou o homem a ocupar o planeta. O curso tem 11 aulas e mais um vídeo com observações finais.

Neves é conhecido por estudos arqueológicos na Lagoa Santa, em Minas Gerais, e pela reconstituição de Luzia, o fóssil humano mais antigo encontrado na América Latina. Ao lado do interesse científico na macroevolução humana e da formulação de uma nova teoria para o povoamento do continente americano, em que propõe a ocorrência de duas correntes migratórias, por dois grupos biológicos distintos, Neves tem também grande interesse na divulgação científica.

Para o paleoantropólogo, é tarefa da universidade e do Estado colocar à disposição do público os conhecimentos já reunidos sobre a evolução. “Do ponto de vista científico, nós não precisamos de Deus para explicar a origem e a evolução da linhagem até nós. Mas isso é muito pouco apresentado às pessoas no Brasil”, disse no último vídeo do curso.

“A Saga da Humanidade”: https://goo.gl/WiKGRn
 

Assuntos mais procurados