Professora do IAG-USP ganha prêmio de impacto social na ciência | AGÊNCIA FAPESP

Professora do IAG-USP ganha prêmio de impacto social na ciência Elisabete Dal Pino vence categoria Ciências da 22ª edição do Prêmio Claudia pela contribuição à Astrofísica de seu trabalho de pesquisa (foto: Biofoto / Flavio Santana)

Professora do IAG-USP ganha prêmio de impacto social na ciência

10 de outubro de 2017

Agência FAPESP – A 22ª edição do Prêmio Claudia premiou na categoria Ciências a professora Elisabete Gouveia Dal Pino, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP. O prêmio reconhece iniciativas que promovem impacto social em todo o Brasil.

Dal Pino é uma das líderes do projeto internacional Cherenkov Telescope Array, que está construindo o maior observatório astronômico para detecção de raios gama, a radiação eletromagnética de mais alta energia. Com isso, será possível investigar estruturas que ainda suscitam muitas dúvidas à ciência, como buracos negros e matéria escura. O projeto tem apoio da FAPESP por meio do Projeto Temático “Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos”, coordenado por Dal Pino.

Em uma de suas importantes colaborações no campo da Astrofísica, a pesquisadora, junto com seu aluno de doutorado Behrouz Khiali, propôs um mecanismo que pode explicar a origem de neutrinos de alta energia detectados na Antártica. Antes da pesquisa, não se havia encontrado um mecanismo capaz de gerar neutrinos como esses que chegaram à Terra.

Dal Pino também coordenou projeto de pesquisa que obteve importantes resultados no estudo de plasmas astrofísicos. Um dos destaques da pesquisa foi o estudo da aceleração de raios cósmicos em regiões de reconexão magnética.

Bacharel em Física, com doutorado e mestrado em Astronomia pela USP, e pós-doutorados pelas universidades Harvard e Califórnia em Berkeley, Dal Pino foi também pesquisadora associada do Centro Internacional de Física Teórica de Trieste (ICTP) e professora visitante das Universidades de Princeton e Wisconsin, Universidade Autónoma de México, Universidade de Pisa e dos observatórios de Nice e Meudon-Paris (França), Arcetri e Bologna (Itália).

Em pesquisa, Dal Pino tem experiência na área de Astronomia, especialmente em Astrofísica de Altas Energias e Plasmas Astrofísicos, com ênfase em fluidos magneto-hidrodinâmicos e aplicações em Astronomia do meio interestelar, estelar, extragaláctica e Cosmologia.

Os outros vencedores da 22º edição do Prêmio Claudia foram: Conceição Evaristo (Cultura), Fernanda Feitosa (Negócios), Denice Santiago (Políticas Públicas), Fernanda Honorato (Trabalho Social), Mc Soffia (Revelação), Eufrasia Agizzio (consultora Natura Inspiradora) e Avanildo Duque da Silva (Eles por Elas).

Uma entrevista em vídeo com a pesquisadora e mais informações sobre o prêmio estão em: https://claudia.abril.com.br/noticias/vencedores-premio-claudia-2017.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados