Prêmio Fundação Bunge 2018 anuncia contemplados | AGÊNCIA FAPESP

Silvio Crestana (Embrapa), Pedro Brancalion (Esalq) e os escritores Daniel Munduruku e Nina Krivochein serão contemplados em cerimônia em novembro

Prêmio Fundação Bunge 2018 anuncia contemplados

16 de agosto de 2018

Agência FAPESP – Daniel Munduruku, escritor indígena que preserva sua cultura em livros para crianças, jovens e educadores, será homenageado na categoria “Vida e Obra” da área de Letras: Literatura Infantojuvenil da 63ª edição do Prêmio Fundação Bunge.

Na categoria “Juventude”, a escolhida foi Nina Krivochein, de 14 anos e autora de quatro livros que fazem sucesso entre crianças e adolescentes.

O físico Silvio Crestana, um dos fundadores da Embrapa Instrumentação Agropecuária, receberá o prêmio na categoria “Vida e Obra” na área de Ciências Agrárias: serviços ambientais para o agronegócio.

Na mesma área, na categoria “Juventude”, o engenheiro agrônomo Pedro Henrique Brancalion, professor na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP, foi escolhido por pesquisas e projetos de extensão para manejo e restauração de florestas nativas tropicais no Brasil.

Os contemplados na categoria “Vida e Obra” vão receber, cada um, medalha de ouro e R$ 150 mil. Na categoria “Juventude”, cada um receberá medalha de prata e R$ 60 mil.

A cerimônia de entrega ocorrerá em 13 novembro em São Paulo. As indicações ao prêmio foram feitas pelas principais universidades e entidades científicas e culturais do Brasil e os nomes foram avaliados e selecionados por comissões técnicas formadas por especialistas nas duas áreas de premiação.

O tradicional Prêmio Fundação Bunge foi criado em 1955 como forma de incentivo à inovação e disseminação de conhecimento e para reconhecer profissionais que contribuem para o desenvolvimento da cultura e das ciências no Brasil, além de estimular novos talentos.

Mais informações: www.fundacaobunge.org.br/projetos/premio-fundacao-bunge.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados