Iniciativa da USP voltada a incentivar a participação feminina na área de tecnologia busca voluntários | AGÊNCIA FAPESP

Technovation Summer School for Girls precisa de pessoas dispostas a ajudar no desenvolvimento dos projetos das jovens participantes, que serão desafiadas a criar um aplicativo (foto: divulgação)

Iniciativa da USP voltada a incentivar a participação feminina na área de tecnologia busca voluntários

19 de janeiro de 2023

Agência FAPESP – A Technovation Summer School for Girls, uma iniciativa da Universidade de São Paulo (USP), está em busca de voluntários que possam orientar o desenvolvimento dos projetos das jovens participantes, que serão desafiadas a criar um aplicativo.

Totalmente on-line e gratuita, a escola de verão dará oportunidade para que 60 garotas de escolas públicas e privadas de todo o Brasil, de 8 a 18 anos, possam adquirir novos conhecimentos nas áreas de computação e empreendedorismo.

Para se tornar um mentor ou uma mentora, basta ser estudante de graduação ou pós-graduação, profissional da área de educação ou trabalhar em áreas como tecnologia, engenharia, negócios, comunicação e empreendedorismo, por exemplo. Além disso, é preciso ter mais de 18 anos e disponibilidade para acompanhar, de forma remota, o trabalho de uma das equipes que serão formadas durante a escola de verão.

A comunicação se dará por aplicativos de mensagens e reuniões virtuais, conforme a necessidade de cada grupo. Os voluntários também deverão participar dos encontros on-line.

Não é necessário, mas é recomendado, ter experiência na área de tecnologia. Para se candidatar, basta preencher formulário eletrônico até 30 de janeiro.

A Technovation Summer School for Girls é organizada pelo Grupo de Alunas de Ciências Exatas do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. O objetivo é mostrar para as jovens que elas podem atuar na área de ciências exatas, ressaltando que a computação precisa de mais mulheres.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados