FAPESP lança chamada para a constituição de Centros de Ciência para o Desenvolvimento | AGÊNCIA FAPESP

FAPESP lança chamada para a constituição de Centros de Ciência para o Desenvolvimento Centros deverão conduzir pesquisa orientada a problemas nas áreas de saúde, eficiência energética, agricultura e abastecimento, manufatura e materiais avançados, cidades inteligentes e segurança pública, entre outros temas (foto: Daniel Antonio/Agência FAPESP)

FAPESP lança chamada para a constituição de Centros de Ciência para o Desenvolvimento

28 de maio de 2021

Agência FAPESP – A FAPESP lançou nesta quinta-feira (27/05) chamada de propostas para a constituição de Centros de Ciência para o Desenvolvimento (CCD-SP), que deverão conduzir pesquisa orientada a problemas específicos e com relevância social ou econômica para o Estado de São Paulo.

A chamada contempla projetos nas áreas de saúde, eficiência energética, agricultura e abastecimento, manufatura e materiais avançados, cidades inteligentes e segurança pública, meio ambiente e sustentabilidade, cultura e economia criativa e esportes.

Os CCD-SP deverão articular em torno desses temas pesquisadores de universidades e instituições de pesquisa paulistas, pesquisadores e gestores de órgãos do governo estadual e de municípios, além de empresas e organizações não governamentais (ONGs), em projetos colaborativos de impacto social ou econômico.

O anúncio do edital foi realizado no Palácio dos Bandeirantes, na presença do governador João Doria; da secretária de Desenvolvimento Econômico Patrícia Ellen; do senador Izalci Lucas, presidente da Frente Parlamentar Mista de Ciência,Tecnologia, Pesquisa e Inovação; do deputado Carlão Pignatari, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, e de outros secretários de Estado.

“São Paulo é a força que conduz a economia do Brasil. E o maior investimento em ciência do pais está em São Paulo”, sublinhou o governador. Patrícia Ellen afirmou que, desde o lançamento do primeiro edital Ciência para Desenvolvimento, em dezembro de 2019, está comprovado que é possível “fazer gestão baseada na ciência, em dados e em evidências”.

O presidente da FAPESP, Marco Antonio Zago, informou que os Centros de Ciência para o Desenvolvimento integram uma série de iniciativas aprovadas pelo Conselho Superior da Fundação para incentivar pesquisas orientadas a missão. “Essa estratégia expande o espectro de atuação da FAPESP, sem prejuízo de projetos mais tradicionais, cujos recursos seguem preservados.” Zago anunciou também o lançamento do site que indexa programas e projetos da FAPESP aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, marcando o início da celebração dos 60 anos da Fundação a serem comemorados em 23 de maio de 2022. 

Luiz Eugênio Mello, diretor científico da FAPESP, detalhou as áreas e os temas de pesquisa que deverão pautar os projetos, que podem ser submetidos à FAPESP até 24 de setembro de 2021, e ressaltou: “A participação de órgãos de governo na composição das propostas para a constituição dos Centros de Ciência para o Desenvolvimento é fundamental”.

Participaram da cerimônia de lançamento do edital reitores de universidades estaduais, diretores de institutos de pesquisa e pesquisadores, entre outros. Antes do evento, todos os participantes realizaram testes rápidos para a detecção do novo coronavírus.

Modelo de cofinanciamento

Os centros irão operar em modelo de cofinanciamento, envolvendo órgãos governamentais (secretarias estadual ou municipal), parceiros adicionais do setor empresarial ou não governamental e a FAPESP. A FAPESP prevê aportar até R$ 120 milhões por um período de até cinco anos para apoiar os centros selecionados. É obrigatório que, para cada R$ 1 solicitado à Fundação, haja contrapartida financeira idêntica das entidades cofinanciadoras.

As propostas deverão ser apresentadas por equipes capacitadas e com ampla experiência de pesquisa nacional e internacional, governança clara e efetiva, mecanismos de revisão e metas intermediárias de sucesso bem definidas. Os projetos devem ser apresentados por meio do Sistema de Apoio à Gestão (SAGe) até 24 de setembro de 2021.

As propostas devem descrever claramente quais são os desafios públicos e problemas de interesse do órgão público envolvido (secretaria estadual ou municipal) relevantes para o desenvolvimento do Estado de São Paulo. A lista de desafios propostos por seis secretarias de Estado está detalhada na chamada.

“O número de problemas enfrentados por qualquer sociedade moderna é não apenas extenso, mas também extremamente variado. A capacidade da ciência de entregar soluções satisfatórias ficou muito clara, para toda a sociedade, com o desenvolvimento de vacinas em tempo recorde, no enfrentamento da presente pandemia. Nesta chamada planejamos nos valer desse impulso para aproximar ainda mais a academia das principais questões de nossa sociedade”, disse o diretor científico da FAPESP.

Gestão dos CCD-SP

Cada um dos CCD-SP será dirigido por um Comitê Executivo (CE), composto pelo pesquisador responsável, que será o diretor e responsável pelo projeto perante a FAPESP; por um vice-diretor, apontado pela entidade parceira entre seu quadro de pesquisadores com qualificação e experiência comprovadas; por um coordenador de comunicação; e um coordenador de parcerias.

Na proposta submetida à FAPESP, os proponentes deverão também especificar a composição de um Comitê Consultivo Internacional (CCI), formado por pesquisadores brasileiros ou estrangeiros, de universidades, institutos de pesquisa ou empresas, renomados internacionalmente no campo de foco da pesquisa a ser desenvolvida. O CCI terá a função de orientar a operação do centro, instruindo a equipe com relação a novas oportunidades de pesquisa e novas direções, visando ao aumento de sua competitividade internacional.

A chamada está publicada em: https://fapesp.br/14897.

12 centros já estão em operação

Esta é a segunda chamada de propostas para a constituição de centros de pesquisa orientados a problemas específicos e cofinanciados por órgãos públicos, entre outros parceiros.

Na primeira chamada, lançada em 2019, foram habilitados 12 centros de pesquisas – denominados Núcleos de Pesquisa Orientados a Problemas de São Paulo (NPOPs) – que investigam soluções nas áreas de saúde, segurança pública, alimentação e agricultura, desenvolvimento econômico, entre outros temas (leia mais em agencia.fapesp.br/34906/).
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados