Estudo busca voluntários para avaliar relação dos profissionais da saúde com o luto na pandemia | AGÊNCIA FAPESP

Estudo busca voluntários para avaliar relação dos profissionais da saúde com o luto na pandemia Pesquisa é realizada na UFSCar em parceria com a Erasmus University, dos Países Baixos. Estão sendo convidados profissionais da medicina, enfermagem e fisioterapia, de qualquer região do país (foto: Governo do Estado de São Paulo/Wikimedia Commons)

Estudo busca voluntários para avaliar relação dos profissionais da saúde com o luto na pandemia

05 de agosto de 2020

Agência FAPESP * – Um estudo realizado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) pretende avaliar as experiências dos profissionais da saúde que prestaram assistência de fim de vida a pacientes que faleceram recentemente e como eles têm sido afetados pela atual crise da COVID-19.

A pesquisa é coordenada, na UFSCar, por Esther Ferreira, docente do Departamento de Medicina da universidade, que integra o projeto iLIVE, sob a coordenação geral da professora Agnes van der Heide, do Departamento de Saúde Pública da Erasmus University Rotterdam, dos Países Baixos.

Para realizar a pesquisa, estão sendo convidados profissionais da medicina, enfermagem e fisioterapia, de qualquer região do país, que vivenciaram situações de morte de pacientes a partir de março de 2020. Os voluntários responderão a um questionário on-line, disponível até o dia 10 de outubro de 2020. Posteriormente, o voluntário responderá a outro questionário, que será enviado em formato eletrônico.

Os resultados obtidos na pesquisa serão utilizados para fins científicos e para elaboração de artigos, podendo ainda ser apresentados em congressos nacionais e internacionais, sempre mantendo sigilo da identidade dos participantes.

*Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da UFSCar.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados