Tecnologia do amendoim ganha livro | AGÊNCIA FAPESP

Fepaf publica O amendoim: tecnologia de produção, dos professores João Nakagawa e Ciro Antônio Rosolem, da Unesp de Botucatu (Unesp)

Tecnologia do amendoim ganha livro

16 de maio de 2011

Agência FAPESP – A Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (Fepaf) acaba de lançar o livro O amendoim: tecnologia de produção, que tem como autores João Nakagawa e Ciro Antônio Rosolem, ambos professores do Departamento de Produção Vegetal da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp de Botucatu.

O livro traz informações didáticas e técnicas. Entre os aspectos abordados estão melhoramento, cultivares, clima, conservação e preparo do solo, nutrição mineral, adubação, semeadura, tratos culturais, irrigação, sistemas de produção, colheita, secagem, beneficiamento, armazenamento e comercialização do amendoim.

“A demanda pelo conhecimento da cultura do amendoim cresceu significativamente nos últimos dez anos, justificando a necessidade de uma publicação sobre o tema”, disse Nakagawa.

“O amendoim é uma cultura importante para entrar em rotação com outras culturas. Ele se adapta aos diferentes climas, produz bastante óleo, é uma cultura relativamente simples e fixa bastante nitrogênio no solo, enriquecendo-o. Existe um potencial a ser explorado nesse sentido”, disse Rosolem.

Rosolem coordena na Unesp os projetos Matéria orgânica e emissão de gases de efeito estufa em sistemas de produção em semeadura direta e Nutrição mangânica e fosfatada da soja em função do glifosato, ambos apoiados pela FAPESP por meio da modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular.

    O Amendoim: Tecnologia de Produção
    Autores: João Nakagawa e Ciro Antônio Rosolem
    Lançamento: 2011
    Preço: R$ 60
    Mais informações: www.fepaf.org.br, publicacoes@fepaf.org.br ou (14) 3882-6300, ramal 134.
  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados