SP Pesquisa mostra a ação dos radicais livres, que podem explicar o envelhecimento | AGÊNCIA FAPESP

SP Pesquisa mostra a ação dos radicais livres, que podem explicar o envelhecimento Programa é exibido pela TV Cultura aos sábados e pela Univesp TV aos domingos e quintas (SP Pesquisa)

SP Pesquisa mostra a ação dos radicais livres, que podem explicar o envelhecimento

16 de abril de 2015

Agência FAPESP – O programa SP Pesquisa que a TV Cultura exibirá no próximo sábado (18/04) mostrará pesquisas sobre a ação dos radicais livres, substâncias que podem explicar por que envelhecemos, engordamos ou desenvolvemos doenças degenerativas.

O SP Pesquisa esteve no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) e acompanhou o trabalho de um grupo de pesquisadores que descobriram porque a dieta do jejum provoca diabetes em animais de laboratório. Um outro estudo, também apresentado no programa, procura estabelecer a relação entre os radicais livres com o mal de Alzheimer.

No sexto programa da série, o SP Pesquisa mostra ainda como a poluição urbana provoca danos no DNA humano.

O SP Pesquisa é resultado de parceria entre a FAPESP e a Fundação Padre Anchieta, responsável pela TV Cultura. O programa utiliza recursos visuais e linguagem acessível a diferentes públicos para explicar os conceitos abordados e todas as explicações são elaboradas com a colaboração de pesquisadores.

Ao todo, são 26 programas, que contemplam diferentes áreas do conhecimento, priorizando o trabalho dos pesquisadores. Com 28 minutos de duração, são exibidos semanalmente na TV Cultura, aos sábados às 16 horas, e na Univesp TV, aos domingos às 19 horas e às quintas às 21h30.

Os canais que transmitem a TV Cultura nos municípios paulistas são informados em www2.tvcultura.com.br/fpa/institucional/informacoestecnicas.aspx. Os programas já exibidos podem ser vistos no canal da Univesp TV no YouTube.

Mais informações em univesptv.cmais.com.br.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados