Série de vídeos mostra como a mudança no clima já afeta o Brasil | AGÊNCIA FAPESP

Série de vídeos mostra como a mudança no clima já afeta o Brasil São cinco episódios produzidos por iniciativa do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais. O primeiro já está disponível no YouTube (imagem: reprodução)

Série de vídeos mostra como a mudança no clima já afeta o Brasil

19 de outubro de 2021

Agência FAPESP – O Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG) lançou uma série de vídeos curtos sobre como as mudanças climáticas estão afetando o Brasil.

São cinco episódios, cada um sobre um tema específico, em que cientistas e especialistas apontam dados sobre a nossa situação atual, o que pode acontecer caso o ritmo de poluição e desmatamento continue igual e que medidas os cidadãos podem tomar para ajudar a frear o aumento das temperaturas e os desequilíbrios no nosso país.

A iniciativa faz parte das ações de implementação do Plano Estratégico do Programa Mudanças Climáticas 2020-2030 e tem o apoio da Agência FAPESP, da revista Pesquisa FAPESP e da organização não governamental WWF-Brasil.

O primeiro vídeo, intitulado “Conectando Mudanças Climáticas e Biodiversidade”, foi lançado na sexta-feira (15/10).

Entre os pesquisadores participantes estão Patricia Morellato, professora da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Rio Claro e membro da coordenação do PFPMCG; Pedro Brancalion, professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP); Ane Alencar, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam); e Luiz Aragão, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Os vídeos seguintes terão como tema: “Sustentabilidade energética”, “Saúde, poluição do ar e mudanças climáticas”, “Agropecuária e mudanças climáticas: por que temos que nos preocupar?” e “Cidades e Mudanças Climáticas”.

O material pode ser acessado pelo canal do PFPMCG no YouTube.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados