Rede de Informação e Conhecimento é certificada pela BVS | AGÊNCIA FAPESP

Serviço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo recebe certificação de Biblioteca Virtual de Saúde pela Bireme

Rede de Informação e Conhecimento é certificada pela BVS

29 de novembro de 2010

Agência FAPESP – A Rede de Informação e Conhecimento, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP), foi certificada como Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) pelo Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme) da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS).

A Rede foi lançada em 2006 com o objetivo de contribuir para o fortalecimento da gestão de informação e conhecimento técnico-científico em saúde no Estado de São Paulo por meio do acesso à informação relevante em saúde.

Para nortear sua construção foi utilizado o modelo de gestão de informação e conhecimento da BVS, criada em 1998 pela Bireme para promover a cooperação técnica em informação científica em saúde na América Latina e no Caribe.

Atualmente, a Rede de Informação e Conhecimento é integrada pelo Gabinete do Secretário de Saúde do Estado de São Paulo; Centro de Documentação da Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) da SES/SP; Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids; Centro de Vigilância Sanitária; Centro de Vigilância Epidemiológica; Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros; Instituto Adolfo Lutz; Instituto Butantan; Instituto Clemente Ferreira; Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia; Instituto de Infectologia Emílio Ribas; Instituto de Saúde; Instituto Lauro de Souza Lima; Instituto Pasteur; e Superintendência de Controle de Endemias.

De acordo com os coordenadores da Rede, novas unidades da SES/SP estão sendo capacitadas para integrá-la, visando a aumentar a visibilidade e disseminar toda a produção tecnocientífica produzida no âmbito da instituição.

Mais informações: http://ses.sp.bvs.br
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados