Cada parceiro irá trabalhar em colaboração com o país em desenvolvimento para identificar oportunidades de tecnologia e inovação, disponibilizar seus especialistas, participar ativamente em estudos de viabilidade e testes de campo (foto: Markus Distelrath/Pixabay)

Mudança Climática
RCGI integra consórcio internacional que articulará colaborações em iniciativas de carbono zero
07 de dezembro de 2023

Hub Tecnológico Global, lançado na COP 28, estimulará projetos e financiamento na descarbonização. Objetivo é dar condições para que países em desenvolvimento atinjam emissões líquidas zero.

Mudança Climática
RCGI integra consórcio internacional que articulará colaborações em iniciativas de carbono zero

Hub Tecnológico Global, lançado na COP 28, estimulará projetos e financiamento na descarbonização. Objetivo é dar condições para que países em desenvolvimento atinjam emissões líquidas zero.

07 de dezembro de 2023

Cada parceiro irá trabalhar em colaboração com o país em desenvolvimento para identificar oportunidades de tecnologia e inovação, disponibilizar seus especialistas, participar ativamente em estudos de viabilidade e testes de campo (foto: Markus Distelrath/Pixabay)

 

Agência FAPESP * – O Centro de Pesquisa e Inovação em Gases de Efeito Estufa (RCGI), um Centro de Pesquisa em Engenharia constituído pela FAPESP e Shell, é um dos integrantes do consórcio Technology Without Borders (TWB), ao lado de outros cinco centros de pesquisa da África, Austrália, Holanda, Japão e Reino Unido. A iniciativa foi lançada em 05/12, na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2023 (COP 28), em Dubai.

Liderado pelo Net Zero Technology Centre (NZTC), da Escócia, o consórcio é um hub para viabilizar colaborações no âmbito do carbono zero, tanto entre pesquisadores como em financiamentos, entre países desenvolvidos e em desenvolvimento. A expectativa é conectar centros de tecnologia e indústria para acelerar a transição energética e atender demandas de energia dos países em desenvolvimento, enquanto são incorporadas iniciativas de carbono zero, de acordo com informações da Assessoria de Comunicação do RCGI.

A iniciativa prevê a criação de um Hub Tecnológico Global que será financiado pela indústria internacional e local com o objetivo de identificar projetos com o máximo de impacto na descarbonização e as adaptações necessárias para a sua implantação. O trabalho envolverá endosso dos governos locais e nacionais, identificação de fontes nacionais e internacionais de financiamento público e privado, além de análises iniciais dos projetos. Sujeito à garantia de financiamento, cada parceiro da iniciativa irá trabalhar em colaboração com o país em desenvolvimento para identificar oportunidades de tecnologia e inovação, disponibilizar seus especialistas em tecnologia para apoiar o programa, participar ativamente em estudos de viabilidade e testes de campo, entre outras ações.

O RCGI é parceiro do NZTC desde agosto de 2021, quando pesquisadores do Centro e de outras nove instituições participaram de uma série de workshops preparatórios para o Global Summit – um evento paralelo à COP 26 que foi realizado em novembro daquele mesmo ano em Glasgow. Na ocasião, buscou-se um alinhamento das competências de cada centro participante, com o objetivo de elaborar um relatório que indicasse as tecnologias prioritárias, passíveis de serem aplicadas em escala, para descarbonização do setor de petróleo e gás em nível global.

Ao longo de 2022, pesquisadores do RCGI participaram ativamente da elaboração do documento, levando em consideração a realidade brasileira. O "Closing the Gap: A Global Perspective" foi apresentado na COP 27, no Egito. Nele, estão apontadas as prioridades globais de inovação em bacias de hidrocarbonetos tradicionais, incluindo hidrogênio azul e verde, energia eólica offshore, eletrificação de petróleo e gás, tecnologias de transformação digital e captura e armazenamento de carbono para se atingir as metas de emissões do Acordo de Paris e criar sistemas integrados de energia líquida carbono zero.

Na COP 28, o RCGI está sendo representado pelo diretor científico do centro, Julio Meneghini, pelos cientistas Paulo Artaxo, Carlos Eduardo Cerri, Marcos Buckeridge e Suani T. Coelho. Todos integram a delegação da USP no evento, que conta ainda com a participação de outros professores da USP, como Patricia Iglecias, Fernanda Brando, Tamara Gomes e Tadeu Malheiros.

(*) Com informações da Assessoria de Comunicação do RCGI.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.