Professora do Instituto de Biociências da USP é eleita para a Academia Americana de Artes e Ciências | AGÊNCIA FAPESP

Lúcia Garcez Lohmann é a primeira brasileira a integrar a lista de Membros Honorários Internacionais da Academia na área de “Evolução & Ecologia” (foto: IB-USP)

Professora do Instituto de Biociências da USP é eleita para a Academia Americana de Artes e Ciências

11 de maio de 2021

Agência FAPESP – A Academia Americana de Artes e Ciências (Estados Unidos) divulgou a relação dos membros eleitos em 2021 e a professora Lúcia Garcez Lohmann, do Departamento de Botânica do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP), foi uma das selecionadas.

Lohmann é a primeira brasileira a integrar a lista de Membros Honorários Internacionais da Academia de Ciências Americana na área de “Evolução & Ecologia”.

Além de pesquisadora associada do Missouri Botanical Garden e do New York Botanical Garden, ambos dos Estados Unidos, Lohmann é diretora executiva da Association for Tropical Biology & Conservation e secretária da International Association of Botanical and Mycological Societies.

Tem experiência na área de botânica, com ênfase em sistemática vegetal, atuando principalmente em filogenia, evolução, biogeografia, ecologia evolutiva e conservação, desenvolvendo trabalhos especialmente com a família Bignoniaceae. Atualmente, Lohmann coordena o Projeto Temático “Estruturação e evolução da biota amazônica e seu ambiente: uma abordagem integrativa”, apoiado pela FAPESP.

A Academia Americana de Artes e Ciências foi estabelecida em 1780 com o intuito de homenagear indivíduos de grande destaque envolvidos na promoção do bem comum. Conta com membros de áreas diversas trabalhando em conjunto para compartilhar ideias e recomendações nas artes, democracia, educação, assuntos globais e ciência.

O anúncio oficial da eleição e a lista completa dos membros eleitos em 2021 podem ser conferidos no site da Academia.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados