Pós-doutorado em Virologia Vegetal com Bolsa da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Projeto Temático oferece duas oportunidades, uma na Unesp de Botucatu e outra na USP em Piracicaba, para identificar hospedeiros responsáveis por epidemias em cultivos de solanáceas (foto: Horticulturalist RJ / Wikipedia)

Pós-doutorado em Virologia Vegetal com Bolsa da FAPESP

27 de junho de 2019

Agência FAPESP – O Projeto Temático “Begomovírus e crinivírus em solanáceas: epidemiologia molecular regional e alternativas sustentáveis de manejo integrado” está com duas vagas abertas de pós-doutorado com bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição termina em 30 de junho de 2019.

O projeto de pesquisa dá continuidade a estudos epidemiológicos, com abordagem em nível regional, para identificar hospedeiros amplificadores responsáveis por frequentes epidemias das doenças causadas por Tomato severe rugose virus e Tomato chlorosis virus em cultivos de solanáceas (como batata, tomate e pimentão) em diferentes regiões produtoras do país.

Uma das oportunidades terá atividades realizadas no Departamento de Fitopatologia e Nematologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba (SP), com supervisão do professor Jorge Alberto Marques Rezende. O bolsista participará do subprojeto “Tentativas de identificação de hospedeiros de campo do Tomato severe rugose virus por meio de sequências genômicas virais”.

A segunda oportunidade terá lugar no Departamento de Proteção Vegetal da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu (Unesp), com supervisão da professora Renate Krause Sakate. Entre as atividades do pós-doutorando estão a monitoração de estufas de pimentão para verificar a ocorrência de espécies de Bemisia tabaci e de vírus associados, a fim de analisar se a epidemiologia dos vírus transmitidos pela mosca branca está sendo alterada em solanáceas.

Os candidatos devem ter concluído o doutorado há até sete anos e ter atividade de pesquisa em andamento. Exige-se para a vaga experiência no campo em relação a conhecimento e prática em doenças de vírus de plantas e técnicas de biologia molecular, tais como sequenciamento do genoma do vírus, imunoensaios, PCR e PCR em tempo real.

As candidaturas devem ser feitas exclusivamente enviando e-mail para o professor Rezende (jrezende@usp.br), para os candidatos à primeira vaga, e para a professora Sakate (renate.krause@unesp.br), para os candidatos à segunda vaga. Junto ao e-mail devem ser anexados uma carta de motivação, duas de referência e curriculum vitae com artigos publicados.

A seleção será feita principalmente com base na avaliação do currículo dos candidatos e a carta de motivação e por uma entrevista pessoal ou por videoconferência.

Mais informações sobre as vagas estão disponíveis em: www.fapesp.br/oportunidades/2935 e www.fapesp.br/oportunidades/2942.

As oportunidades de pós-doutorado estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso os bolsistas de PD residam em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precisem se mudar, poderão ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados