Mulheres na Ciência 2011 anuncia vencedoras | AGÊNCIA FAPESP

Sete pesquisadoras brasileiras ganham prêmio promovido pela L’Oréal em parceria com a Unesco e ABC. Duas delas tiveram bolsa da FAPESP na pós-graduação

Mulheres na Ciência 2011 anuncia vencedoras

29 de julho de 2011

Agência FAPESP – Foram anunciadas as pesquisadoras brasileiras vencedoras do prêmio L’Oréal/Unesco/ABC para Mulheres na Ciência 2011. Elas receberão bolsa-auxílio, em reais, no valor equivalente a US$ 20 mil para ajudar no desenvolvimento de seus projetos de pesquisa.

O anúncio foi feito pelo júri do prêmio, que é coordenado pelo presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Jacob Palis. A cerimônia de entrega do prêmio será em 28 de setembro, no Rio de Janeiro.

As vencedoras são: Ana Luiza Cardoso Pereira, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Daniella Bonaventura e Viviane Ribeiro Tomaz da Silva, da Universidade Federal de Minas Gerais; Josimari Melo de Santana, da Universidade Federal de Sergipe; Mariana Antunes Vieira, da Universidade Federal de Pelotas; Rubiana Mara Mainardes, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (PR); e Tatiana Barrichello, da Universidade do Extremo Sul Catarinense.

Bonaventura fez mestrado, doutorado e pós-doutorado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, com Bolsa da FAPESP. Também conduziu o projeto de pesquisa "Estudo da tolerância in vitro e in vivo e dos efeitos clínicos induzidos pelos novos doadores de óxido nítrico", apoiado pela FAPESP por meio do Programa Primeiros Projetos. 

Pereira, da Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp, foi a escolhida na área de Ciências Físicas por seu projeto “Propriedades eletrônicas e efeitos de desordem em mono e em multicamadas de grafeno”. A pesquisadora realizou mestrado e pós-doutorado, com Bolsa da FAPESP, no Instituto de Física Gleb Wataghin da Unicamp.

Mainardes foi laureada pelo projeto “Desenvolvimento tecnológico e avaliação da eficácia e toxicidade de sistemas nanoestruturados poliméricos contendo anfoterecina B”. A pesquisadora também realizou doutorado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Araraquara, com Bolsa da FAPESP.

De acordo com os promotores do evento, desde 2006, a cada ano, sete jovens cientistas são escolhidas pela qualidade e pelo potencial de suas pesquisas desenvolvidas em instituições brasileiras.

No total, 40 cientistas já foram beneficiadas pelo prêmio, que, por meio do auxílio financeiro, podem dar continuidade aos seus projetos e se beneficiar com a visibilidade que o prêmio lhes traz.

Mais informações: http://loreal.abc.org.br
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados