Livro sobre nutrição mineral de plantas ganha versão em inglês | AGÊNCIA FAPESP

Livro sobre nutrição mineral de plantas ganha versão em inglês Obra de autoria do professor Renato de Mello Prado, da Unesp, descreve o papel dos nutrientes e dos elementos benéficos no ciclo de vida dos vegetais, com foco na agricultura tropical (foto: Embrapa)

Livro sobre nutrição mineral de plantas ganha versão em inglês

06 de agosto de 2021

Agência FAPESP – Com o objetivo de descrever o papel dos nutrientes e dos elementos benéficos no ciclo de vida das plantas, o professor Renato de Mello Prado, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Jaboticabal, lançou o livro Mineral nutrition of tropical plants, pela editora Springer Nature, tendo a coeditoria da Fundação Editora Unesp.

A obra foi financiada pela FAPESP e aborda como os nutrientes são absorvidos, distribuídos, armazenados, quais funções cada mineral desempenha e os distúrbios que seu excesso ou ausência podem causar nos vegetais, entre outros tópicos. Além disso, a obra explica como se dá a diagnose foliar por meio de monitoramento do estado nutricional das plantas a partir dos sintomas visuais de deficiência e de toxicidade, ou, de forma mais precisa, a partir da análise química do tecido vegetal.

O livro tem como foco a agricultura tropical e suas demandas específicas, fornecendo exemplos de grandes culturas (como cana-de-açúcar, soja, café etc.), silvicultura e espécies de forrageiras.

O texto originalmente foi editado em português pela Fundação Editora Unesp com o título “Nutrição de Plantas”, em 2008. Em 2020 foi lançada uma segunda edição em português revista e ampliada. A versão em inglês, lançada em julho de 2021, contém 20 capítulos, que incluem fotos coloridas ilustrando os sintomas de deficiência e de toxicidade de nutrientes.

A obra pode ser comprada no site da Springer Nature.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados