FAPESP reunirá bolsistas de pós-doutorado e pesquisadores de destaque em diferentes áreas da ciência | AGÊNCIA FAPESP

Duas Escolas FAPESP – nas áreas de Ciências Exatas, Naturais e da Vida e de Humanidades Ciências Sociais e Artes – estão com inscrições abertas até 10 de junho (foto: Agência FAPESP)

FAPESP reunirá bolsistas de pós-doutorado e pesquisadores de destaque em diferentes áreas da ciência

11 de maio de 2022

Agência FAPESP – Em comemoração aos seus 60 anos, a FAPESP promoverá encontros entre bolsistas de pós-doutorado da Fundação e de outras agências de fomento do país e pesquisadores com destacada atuação em suas respectivas áreas de conhecimento no Brasil e no exterior. As inscrições estão abertas até 10 de junho.

Duas “Escolas FAPESP 60 Anos” estão agendadas para o mês de agosto – uma na área de Ciências Exatas, Naturais e da Vida, a ser realizada entre os dias 7 e 10, e outra na área de Humanidades, Ciências Sociais e Artes, entre os dias 21 e 24.

“Esses encontros oferecem a pesquisadores em formação uma oportunidade de interagir com cientistas mais experientes, bem-sucedidos em diferentes campos do conhecimento, para discutir problemas científicos concretos e examinar o panorama mundial e as políticas de ciência e tecnologia. É também uma oportunidade de conviver com colegas que têm interesses comuns, de outras instituições e de outros Estados do país. É uma contribuição à formação de nossas futuras lideranças”, diz Marco Antonio Zago, presidente da FAPESP.

Durante quatro dias, os bolsistas selecionados ficarão hospedados em um hotel-fazenda no interior de São Paulo, onde terão a oportunidade de conhecer investigações de fronteira e lideranças científicas, debater os desafios para o avanço da pesquisa, apresentar os projetos em desenvolvimento e estabelecer colaborações nacionais e internacionais.

“A FAPESP, neste ano de comemoração de seu 60º aniversário, dá continuidade à sua tradição de formar novas gerações de pesquisadores ao organizar um encontro em que pós-doutores conhecerão as experiências e contribuições de um conjunto de cientistas reconhecidos internacionalmente, ao mesmo tempo em que serão expostos a ideias de outras áreas, além daquela em que atuam, propiciando assim um ambiente de fertilização cruzada que abrirá possibilidades para solução de problemas que exigem uma abordagem integrada de saberes”, diz Ronaldo Pilli, vice-presidente da FAPESP e coordenador das Escolas FAPESP 60 anos.

A programação inclui conferências, sessões de debate com os pesquisadores convidados e de pôsteres, além de espaços para conversas informais.

Cada uma das Escolas FAPESP 60 anos reunirá 60 bolsistas de pós-doutorado de todo o país, financiados pela FAPESP e por agências brasileiras de fomento, com pesquisas nas respectivas áreas de conhecimento – Ciências Exatas, Naturais e da Vida e Humanidades, Ciências Sociais e Artes.

Participarão como convidados da Escola FAPESP 60 Anos – Ciências Exatas, Naturais e da Vida o físico Osvaldo Novais de Oliveira Jr., professor do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC-USP) com atuação nas áreas de filmes orgânicos nanoestruturados e processamento de línguas naturais; Virgílio A. F. Almeida, professor do Departamento de Ciências da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na avaliação de performance e modelagem em larga escala de sistemas distribuídos; o físico Guy Brasseur, do Max Planck Institute for Meteorology, de Hamburgo, com pesquisa em mudanças e variabilidade climáticas, relação entre química e o clima, interações entre biosfera e atmosfera, esgotamento do ozônio na estratosfera, poluição atmosférica, entre outros; José Nelson Onuchic, da Rice University, nos Estados Unidos, que desenvolve estudos sobre transferência de elétrons em sistemas biológicos e sobre fenômenos relacionados ao enovelamento e função de proteína; Barry O’Keefe, do National Cancer Institute, também dos Estados Unidos, estudioso de produtos naturais como fontes de novos agentes bioativos e medicamentos; e Ana Domingos, da Universidade de Oxford, que trabalha na área de neuroimunometabolismo e busca elucidar os mecanismos neuroimunes que regulam a função autonômica e suas implicações na obesidade.

Da Escola FAPESP 60 Anos – Humanidades, Ciências Sociais e Artes participarão o historiador Serge Gruzinski, professor da École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) e diretor de pesquisa do Centre Nacional de la Recherche Scientifique (CNRS), da França, especialista em questões latino-americanas; Elisa Reis, do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pesquisadora de temas como estados nacionais, cidadania, elites e desigualdade social e políticas públicas; Agnes van Zanten, da Sciences Po, na França, doutora honoris causa de várias universidades europeias (Turku, Genebra, e Bruxelas) e membro correspondente da British Academy, especialista em temas como segregação educacional e desigualdades, dinâmicas interna e externa das escolas, entre outros; Lucia Nagib, professora titular de cinema na Universidade de Reading, no Reino Unido, especialista em teoria, história e geografia do cinema mundial (world cinema) e em realismo cinematográfico; e Marta Arretche, professora do Departamento de Ciência Política da USP, com estudos sobre desigualdade, e especialista em análises comparadas dos Estados federativos e dos sistemas de proteção social.

Para mais informações sobre a Escola FAPESP 60 anos – Ciências Exatas, Naturais e da Vida acesse: https://60anos.fapesp.br/escola-exatas.

Para mais informações sobre a Escola FAPESP 60 anos – Humanidades, Ciências Sociais e Artes acesse: 60anos.fapesp.br/escola-humanidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados