FAPESP reajusta valores de Benefícios Complementares | AGÊNCIA FAPESP

FAPESP reajusta valores de Benefícios Complementares Reajuste passou a valer automaticamente para Auxílios concedidos a partir de 1o de outubro de 2021 (ilustração: Sirio Cançado/Agência FAPESP)

FAPESP reajusta valores de Benefícios Complementares

05 de outubro de 2021

Agência FAPESP – A FAPESP reajustou na última sexta-feira (01/10) os valores de Benefícios Complementares (BC) concedidos em Auxílios à Pesquisa.

Os BC são conferidos aos Pesquisadores Responsáveis e Pesquisadores Principais da equipe de Auxílios à Pesquisa e têm a finalidade de cobrir despesas com a participação em reuniões científicas ou tecnológicas e com a realização de estágios de pesquisa fora do Estado de São Paulo, com duração de até 60 dias.

“De forma geral o Benefício Complementar é empregado no custeio de itens que são precificados em moeda estrangeira. Seu reajuste visa manter a capacidade de articulação da comunidade de pesquisa apoiada pela FAPESP”, conta Luiz Eugênio Mello, diretor científico da Fundação.

Os novos valores de BC passam a ser de:

- R$ 16 mil por ano, nas modalidades de Auxílio à Pesquisa em que o valor anual era de R$ 8 mil; e
- R$ 24 mil por ano, nas modalidades de Auxílio à Pesquisa em que o valor anual era de R$ 12 mil.

O reajuste passou a valer automaticamente para Auxílios concedidos a partir de 01/10/2021.

A possibilidade de suplementação de valores de BC para Pesquisadores Responsáveis e Pesquisadores Principais da equipe de Auxílios vigentes está em análise pela FAPESP. Mais informações serão divulgadas à comunidade oportunamente.

As normas para a utilização dos Benefícios Complementares podem ser consultadas em www.fapesp.br/rt.

As modalidades de Auxílios à Pesquisa onde há concessão de BC e os respectivos valores concedidos estão disponíveis em www.fapesp.br/valores.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados