FAPESP e Institutos Max Planck abrem chamada | AGÊNCIA FAPESP

Serão apoiadas colaborações entre pesquisadores do Estado de São Paulo e de 83 institutos que compõem a Sociedade Max Planck (foto: Mediomix / MPI for Terrestrial Microbiology)

FAPESP e Institutos Max Planck abrem chamada

26 de abril de 2017

Agência FAPESP – A FAPESP e a Sociedade Max Planck para o Avanço da Ciência anunciaram a primeira chamada de propostas no âmbito do acordo de cooperação assinado pelas instituições.

Jovens pesquisadores, altamente qualificados e com vários anos de bem-sucedida experiência pós-doutorado, estão convidados a submeter propostas de criação de grupos de pesquisa independentes em universidades ou institutos de pesquisa no Estado de São Paulo.

Esses grupos deverão manter forte colaboração com pesquisadores dos 83 Institutos Max Planck na Alemanha, Itália, Estados Unidos, Luxemburgo e Holanda.

Os denominados Tandem Grupos serão modelados a partir dos independentes Grupos de Pesquisa Max Planck na Alemanha, de modo a apoiar pesquisadores em início de carreira dedicados a pesquisas independentes, interdisciplinares e de alta qualidade.

Cada grupo estará ligado cientificamente a um Instituto Max Planck, que fornecerá aconselhamento científico, apoio, treinamento e acesso ao conhecimento, instalações e infraestrutura.

A chamada está aberta a propostas em um dos seguintes conjuntos de áreas: “Astronomia, Química, Física e Engenharia”, “Biologia e Medicina” e “Humanidades e Ciências Sociais e Cognitivas”.

No Estado de São Paulo, os projetos serão financiados por meio do Programa Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes, da FAPESP, por até cinco anos (com possibilidade de mais um ano de prorrogação, em caso de avaliação favorável).

Propostas deverão ser submetidas por meio do Serviço de Apoio à Gestão (SAGe) da FAPESP.

O prazo para submissão de propostas termina em 22 de maio de 2017.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/en/10930.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados