FAPESP assina acordo de cooperação com a National Research Foundation of Korea | AGÊNCIA FAPESP

FAPESP assina acordo de cooperação com a National Research Foundation of Korea Objetivo da parceria é promover a colaboração em pesquisa e desenvolvimento tecnológico entre pesquisadores sul coreanos e a comunidade científica do Estado de São Paulo em todas as áreas do conhecimento (foto: NRF)

FAPESP assina acordo de cooperação com a National Research Foundation of Korea

29 de outubro de 2019

Agência FAPESP – A FAPESP firmou, no dia 11 de outubro, um acordo de cooperação em pesquisa com a National Research Foundation of Korea (NRF), da Coreia do Sul. O objetivo da parceria é promover, por meio de financiamento conjunto, iniciativas de colaboração em pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico entre pesquisadores sul coreanos e a comunidade científica do Estado de São Paulo.

Poderão ser apoiados, no âmbito da parceria, projetos de pesquisa colaborativos em todas as áreas do conhecimento, além de seminários, workshops, simpósios, reuniões científicas e atividades de intercâmbio que ajudem a preparar a base para pesquisas em conjunto. As áreas de interesse poderão ser especificadas em futuras chamadas de propostas previstas para serem lançadas conjuntamente pelas instituições.

Com duração de cinco anos, o acordo foi assinado pelo presidente da FAPESP, Marco Antonio Zago, e por Jung-Hye Roe, presidente da NRF. A cerimônia de assinatura foi realizada na sede da instituição sul-coreana, em Seul, com a presença de Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da FAPESP.

“A cooperação científica com os países da Ásia, em especial com a Coréia do Sul, será muito relevante para o Brasil. Um quarto da ciência mundial já é produzido na China, no Japão e na Coréia do Sul. Nossas universidades têm buscado ampliar a colaboração e o intercâmbio de estudantes e professores com as principais instituições de ensino e pesquisa da Coréia do Sul. O acordo com a NRF permite dar suporte a esta colaboração, apoiando projetos de pesquisadores de ambos os países”, disse Pacheco.

A NRF foi criada em 2009, com a fusão da Korea Science and Engineering Foundation (KOSEF) e da Korea Foundation for International Cooperation of Science and Technology (KICOS), com o objetivo de tornar o sistema nacional de apoio à pesquisa na Coreia do Sul mais eficiente e avançado.

Uma das maiores economias do mundo, a Coreia do Sul investe hoje mais de 4% de seu Produto Interno Bruto (PIB) em pesquisa e desenvolvimento – um índice superior ao de países como Japão, Estados Unidos e China – e é uma das líderes no setor de semicondutores e tecnologia da informação,
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados