FAPESP anuncia mais três acordos com universidades do Reino Unido | AGÊNCIA FAPESP

Cooperação com as universidades de Manchester, Imperial College London e Cambridge ampliam oportunidades de pesquisa cooperativa entre cientistas brasileiros e britânicos (Imperial College London)

FAPESP anuncia mais três acordos com universidades do Reino Unido

26 de setembro de 2013

Por Fernando Cunha, de Londres

Agência FAPESP – A FAPESP anunciou na quarta-feira (25/9), em Londres, a assinatura de memorandos de entendimento (MoU, na sigla em inglês) para pôr em execução a cooperação científica e tecnológica entre pesquisadores do Estado de São Paulo e do Imperial College London. Foi também anunciado um acordo de cooperação em pesquisa com a Universidade de Cambridge, assinado no dia 2 de setembro. Nesta quinta-feira (26/09) será assinado acordo com a Universidade de Manchester. 

O anúncio ocorreu durante o primeiro dia de atividades da FAPESP Week London, simpósio organizado pela FAPESP que acontece até 27 de setembro, na Royal Society, com apoio do British Council e da Embaixada Brasileira em Londres.

“A forte cooperação da FAPESP com universidades britânicas mostra a densidade do intercâmbio científico promovido pela Fundação no Reino Unido, tanto em termos absolutos como comparativos”, disse Celso Lafer, presidente da FAPESP.

O MoU assinado com o Imperial College, com duração de cinco anos, prevê o investimento anual por projeto selecionado de até 6 mil libras por parte do Imperial College, contribuindo a FAPESP com valor equivalente em reais. O limite do desembolso para os projetos selecionados em cada chamada de propostas é de 50 mil libras.

O MoU entre a FAPESP e a Universidade de Manchester prevê um aporte anual de até 100 mil libras divididos igualmente pelas duas instituições ao longo de cinco anos.

Os dois documentos destacam o compromisso das instituições envolvidas em promover a cooperação entre pesquisadores dos dois países por meio de reuniões científicas de interesse mútuo e identificação de áreas para futura atuação conjunta em projetos, que serão divulgadas em Chamadas de Propostas de Pesquisa.

Roberto Jaguaribe, embaixador brasileiro no Reino Unido, afirmou que “a cooperação em ciência e tecnologia tem sido uma das razões pelas quais a relação entre Brasil e o Reino Unido se intensificou tanto nos últimos dois a três anos, e isso se deve à atuação da FAPESP”.

Cooperação ampliada

O Acordo de Cooperação em Pesquisa assinado no dia 2 de setembro pela FAPESP com a Universidade de Cambridge também tem como objetivo promover a colaboração bilateral e o desenvolvimento de projetos conjuntos entre cientistas ligados às duas instituições.

As atividades de implementação de projetos, organização de reuniões científicas e intercâmbio serão desenvolvidas inicialmente na School of Biological Sciences, da universidade.

Para cada um dos projetos aprovados, a Universidade de Cambridge e a FAPESP assumirão o financiamento de suas equipes de pesquisadores até o total de, respectivamente, 30 mil libras esterlinas e seu equivalente em reais. O acordo tem validade de três anos.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados