Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo produz protetores faciais | AGÊNCIA FAPESP

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo produz protetores faciais Equipamentos foram feitos por impressão 3D e fornecidos ao ambulatório de COVID-19 da instituição. O grupo de docentes também pesquisa e produz protótipos de laringoscópios e clipes para cânulas de intubação

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo produz protetores faciais

15 de abril de 2020

Agência FAPESP – O Comitê Interno COVID-19 da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) divulgou a produção de equipamentos de proteção individual, por impressão 3D, para disponibilizar aos colaboradores que atuam na linha de frente no combate à pandemia do novo coronavírus.

Os docentes dos cursos superiores de Tecnologia e a diretoria do curso de Medicina uniram esforços para propor ações interdisciplinares e de integração dos cursos da FCMSCSP e produção de materiais para auxiliar no combate à disseminação da COVID-19.

Utilizando inicialmente fontes de códigos abertos no laboratório de eletrônica e impressão 3D, docentes da faculdade produziram modelos de protetores faciais que foram fornecidos ao ambulatório de COVID no Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Além disso, colocaram em prática as ideias compartilhadas pelos diversos grupos da faculdade e do hospital para confecção de acessório capaz de auxiliar na proteção do espalhamento de aerossóis durante o processo de intubação orotraqueal.

Atualmente, além de produzir e reformular protetores faciais, o grupo de docentes pesquisa e produz protótipos de laringoscópios e clipes para cânulas de intubação. Eles também pesquisam formas de auxiliar com ventiladores mecânicos e outros equipamentos que possam contribuir para a segurança dos profissionais de saúde.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados