EmergeLabs Eurofarma seleciona 16 projetos científicos | AGÊNCIA FAPESP

Equipes escolhidas terão oportunidade de participar da primeira edição do programa de aceleração. Selecionados terão quatro rodadas de formação na FEA-USP (Darko Stojanovic / Pixabay)

EmergeLabs Eurofarma seleciona 16 projetos científicos

22 de julho de 2019

Agência FAPESP – O Programa EmergeLabs Eurofarma anunciou os 16 projetos científicos selecionados em sua primeira edição. Segundo os organizadores, após avaliação de 70 projetos inscritos, considerando critérios como impacto, criatividade, audácia, atualidade e comunicação, os projetos escolhidos representam diversas instituições, como Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Campina Grande, entre outras.

As equipes selecionadas são compostas por professores, estudantes e pesquisadores de mestrado, doutorado ou pós-doutorado. Entre os projetos selecionados destacam-se pesquisas para novos fármacos, terapias e análises clínicas. A lista completa dos projetos está disponível no site da Eurofarma.

Os membros dos projetos selecionados terão quatro rodadas de formação na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), na capital paulista, incluindo mentorias que atendem e apoiam as necessidades específicas de cada equipe.

O último encontro da segunda edição do programa e a apresentação final dos projetos selecionados ocorrerão no dia 6 de agosto na sede do Cubo do Itaú, em São Paulo, às 19h30. O evento é aberto ao público, com inscrições pelo site do EmergeLabs, em http://emerge.org.br.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados