Centro de Pesquisa para Inovação em Gases de Efeito Estufa abre duas vagas de pós-doutorado | AGÊNCIA FAPESP

Centro de Pesquisa para Inovação em Gases de Efeito Estufa abre duas vagas de pós-doutorado Selecionados receberão bolsa da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo no valor de R$ 7.373,10 mensais. Inscrições até 20 de fevereiro (imagem: Malte Reimold/Pixabay)

Centro de Pesquisa para Inovação em Gases de Efeito Estufa abre duas vagas de pós-doutorado

10 de fevereiro de 2022

Agência FAPESP – Duas vagas de pós-doutorado estão disponíveis no Centro de Pesquisa para Inovação em Gases de Efeito Estufa (RCGI). As inscrições terminam em 20 de fevereiro.

O RCGI é um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) constituído com apoio da FAPESP e da Shell na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

As bolsas de pós-doutorado serão financiadas pela Fundação de Apoio à USP (Fusp), com valor individual de R$ 7.373,10 mensais.

O candidato selecionado para a primeira vaga participará do grupo Simulação Aplicada a Materiais: Propriedades Atomísticas (Sampa), do Instituto de Física da USP, no projeto “Cálculos de primeiros princípios aplicados para entendimento de catalisadores e efeitos de solvente na conversão de CO2 em produtos multicarbono”.

Nesse projeto serão utilizados cálculos de primeiros princípios para estudar materiais previamente estabelecidos como catalisadores com potencial para aumentar o rendimento de formação de etanol, ácido fórmico e ácido acético. Ao entender a estabilidade dos intermediários e caminhos de reação será possível ter uma noção mais ampla dos mecanismos de formação de produtos C2+.

O candidato contribuirá com a otimização das estruturas considerando o modelo de solvente; fará estudo da adsorção de –COOH e –CO e outros intermediários, sistematicamente nos sítios de adsorção; realizará cálculos de adsorção considerando o potencial do cátodo e simulações de CI-NEB para estimar o caminho reacional.

O candidato deve ser doutor em química, física, computação ou engenharia de materiais (ou áreas correlatas), apresentar habilidades com simulações de primeiros princípios (especialmente DFT), experiência em HPC e proficiência em inglês. É desejável que o candidato tenha experiência em catálise heterogênea, materiais metálicos e ligas e conhecimento em adsorção molecular em sólidos.

O segundo bolsista terá o objetivo de desenvolver, testar e caracterizar sistemas de eletrodo/catalisador e novos reatores para a conversão seletiva de dióxido de carbono a moléculas orgânicas contendo mais de um carbono (por exemplo, C2+). Trata-se de um trabalho transdisciplinar, com forte colaboração da área de modelagem numérica dos reatores.

Para essa vaga, o candidato deverá demonstrar as seguintes qualificações: doutorado em engenharia ou ciências físicas (concluído há menos de cinco anos); experiência com dispositivos eletroquímicos de conversão de energia, como células a combustível e eletrolisadores; experiência no manuseio de todos os aspectos de um dispositivo eletroquímico; experiência na fabricação de eletrodos; conhecimentos de eletroquímica e sistemas de energia, materiais e fenômenos de transporte.

Mais informações sobre as vagas em: www.fapesp.br/oportunidades/4838 e www.fapesp.br/oportunidades/4844.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados