UFSCar promove especialização em desenvolvimento de tecnologia assistiva | AGÊNCIA FAPESP

UFSCar promove especialização em desenvolvimento de tecnologia assistiva Curso no campus de Sorocaba trata de temas como acessibilidade, adaptação de equipamentos e postos de trabalho, recursos para treinamento e produção de ferramentas adaptadas (foto: UFSCar)

UFSCar promove especialização em desenvolvimento de tecnologia assistiva

11 de março de 2019

Agência FAPESP – A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas até 15 de março de 2019 para a especialização em Desenvolvimento de Tecnologia Assistiva. O curso trata de temas como acessibilidade, adaptação de equipamentos e postos de trabalho, recursos para treinamento e produção de ferramentas adaptadas.

O curso é baseado na experiência e no diálogo estabelecido entre profissionais de diferentes áreas de atuação, com o objetivo de proporcionar a compreensão de nuances interdisciplinares e as competências técnicas indispensáveis ao desenvolvimento de novas tecnologias assistivas ou ao aprimoramento das existentes.

A carga horária é de 380 horas, com duração de 18 meses. As aulas são teóricas e práticas e acontecerão aos sábados, no Campus Sorocaba da UFSCar. Ao final, o aluno deverá elaborar trabalho de conclusão de curso, que poderá ser na forma de monografia, protótipo acompanhado de memorial descritivo, documento de pedido de patente, projeto que atenda a requisitos de edital de fomento ou recurso didático com orientação pedagógica.

A especialização é destinada a profissionais graduados das áreas da Saúde, Educação, Tecnologia da Informação, Engenharia, além de tecnólogos e designers. As inscrições devem ser feitas até o dia 15 de março pelo site da Box UFSCar. As atividades têm início no dia 6 de abril.

Mais informações: https://bit.ly/2TlfG4O, pelo e-mail esp.ta.ufscar@gmail.com ou pelos telefones (15) 3229-6116 e (15) 99765-5704.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados