UFSCar oferece especialização em Ciência do Treinamento de Força | AGÊNCIA FAPESP

UFSCar oferece especialização em Ciência do Treinamento de Força Curso é voltado a profissionais que atuam com saúde e alto rendimento no esporte. As aulas começam no dia 16 de março e têm duração de 18 meses (Foto: Wikimedia Commons)

UFSCar oferece especialização em Ciência do Treinamento de Força

11 de fevereiro de 2019

Agência FAPESP – Estão abertas até 9 de março de 2019 as inscrições para a segunda turma do curso de especialização em Ciência do Treinamento de Força promovido pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). As aulas começam no dia 16 de março e têm duração de 18 meses.

O treinamento de força (musculação) tem sido o foco de estudos científicos sobre a melhoria da saúde e do alto rendimento esportivo. Nesse contexto, a especialização tem como objetivo compartilhar informações para capacitação de profissionais que atuam com treinamento de força; dialogar sobre métodos e técnicas para diagnóstico e intervenções com o treinamento de força; e apresentar elementos que permitam o acesso e a produção de conhecimento na área.

O curso é aberto a todas as pessoas interessadas pela temática, principalmente aos profissionais de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Gerontologia, Enfermagem, Medicina etc. As aulas serão realizadas em sábados alternados no Campus São Carlos da UFSCar, das 8 horas às 17h30. As atividades serão conduzidas por docentes da universidade e de outras instituições brasileiras.

As inscrições devem ser feitas pelo site do curso. O valor da matrícula é de R$ 190 e da mensalidade, R$ 395.

Mais informações: https://musculab.wixsite.com/site/especializacao-ctf-2019.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados