Treinamento técnico em nefropatia diabética experimental com bolsa da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Bolsista participará de pesquisa na Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. Prazo de inscrição se encerra em 30 de maio (imagem: Nevit Dilmen / Wikipedia)

Treinamento técnico em nefropatia diabética experimental com bolsa da FAPESP

22 de maio de 2018

Agência FAPESP – Um projeto de pesquisa conduzido no Laboratório de Fisiopatologia Renal e Investigação de Complicações do Diabetes Mellitus, da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, dispõe de uma vaga para treinamento técnico com bolsa da FAPESP, na área de nefropatia diabética experimental.

A bolsa (TT-3, 40h semanais) está vinculada ao Projeto Temático "Contribuição da via AMPK para a fibrose renal e patogênese da nefro e retinopatia diabéticas".

Os interessados deverão ter graduação em nível superior, sem reprovações no histórico escolar e sem vínculo empregatício, com dedicação de 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa.

Interessados podem enviar currículos para o biólogo responsável pelo laboratório, Antonio Calixto (lfpr.adm@gmail.com), incluindo curriculum vitae ou link para o Lattes.

Mais informações sobre a oportunidade: www.fapesp.br/oportunidades/2123.

A Bolsa de TT-3 tem valor de R$ 1.195,60 e é direcionada para alunos graduados do nível superior, sem reprovações em seu histórico escolar e sem vínculo empregatício, com dedicação de 16 a 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa. O tempo de bolsa TT-3 será descontado no caso de o interessado vir a usufruir de Bolsa de Mestrado ou Doutorado Direto.

Mais informações sobre as Bolsas de Treinamento Técnico da FAPESP: www.fapesp.br/bolsas/tt.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão publicadas no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados