FAPESP e NWO lançam nova chamada de propostas | AGÊNCIA FAPESP

FAPESP e NWO lançam nova chamada de propostas Edital selecionará projetos de pesquisas sobre materiais avançados compatíveis com tecidos ou órgãos biológicos, ou que reproduzam sua função no organismo de um paciente (foto: Wikimedia Commons)

FAPESP e NWO lançam nova chamada de propostas

05 de agosto de 2022

Agência FAPESP – A FAPESP e a Organização Neerlandesa para a Pesquisa Científica (NWO) lançaram nova chamada de propostas, com o tema “Biomateriais projetados: materiais avançados para a saúde”. É a nona chamada conjunta entre ambas instituições, que mantêm o acordo de cooperação científica desde 2012. O orçamento disponibilizado para a chamada de propostas é de € 2,8 milhões pela NWO e R$15,2 milhões da FAPESP.

As investigações em biomateriais projetados compreendem pesquisa em materiais avançados compatíveis com tecidos ou órgãos biológicos, ou que reproduzam sua função no organismo de um paciente.

A chamada prevê que cientistas (químicos, físicos, matemáticos, biólogos e médicos) interajam com engenheiros e fabricantes de materiais, estimulando a realização do enorme potencial representado pela pesquisa em biomateriais projetados para a melhoria da saúde da sociedade em geral.

Os projetos selecionados nesta chamada adotarão uma abordagem inter e transdisciplinar, abrangendo toda a cadeia de conhecimento, da pesquisa fundamental à pesquisa aplicada e prática, resultando em alto impacto.

Os projetos devem ser desenvolvidos em parceria entre cientistas vinculados a instituições de ensino superior e pesquisa do Estado de São Paulo e dos Países Baixos, devendo incluir também parceiros empresariais e/ou sociais de ambas as partes em um processo de cocriação.

Dois formatos de projeto serão aceitos: um de menor porte, com duração de até 48 meses, implementado por novas equipes sem histórico de colaboração prévia, que, para a FAPESP, utiliza a modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular; e outro, de tamanho padrão, com duração de até 60 meses, voltado a equipes colaborativas em estágio de pesquisa mais desenvolvido, prontas para implementar um projeto de grande porte – na FAPESP estas propostas podem ser submetidas nas modalidades Auxílio à Pesquisa – Temático ou Auxílio à Pesquisa – Jovem Pesquisador.

É obrigatório que o proponente faça consulta de elegibilidade junto à FAPESP pelo e-mail chamada-nwo@fapesp.br. Essa consulta deve ser enviada até 27 de outubro de 2022, como uma carta constando título provisório e resumo de até cinco linhas, orçamento e modalidade de apoio pretendidos, além de outras informações conforme especificado no texto da chamada.

Antes de submeter a proposta de pesquisa os interessados são encorajados a enviar até 8 de setembro, para o mesmo e-mail, uma carta de intenções. Embora não obrigatório, esta carta de intenções cumpre a importante função de ajudar pesquisadores dos dois países a encontrar parceiros. Na carta de intenções deve constar informações sobre possíveis projetos científicos; áreas de interesse em pesquisa; e, se o candidato estiver de acordo, permissão para que os organizadores da chamada utilizem a carta de intenções para apoiar a identificação de parceiros. Está programado um evento em 6 de outubro para que pesquisadores, empresas e outros profissionais da área de materiais avançados em saúde façam breves apresentações.

Na etapa seguinte, o proponente deverá enviar uma pré-proposta até 10 de novembro, pelo SAGe (https://fapesp.br/sage), em nome de todos os membros do consórcio de pesquisa firmado entre os pesquisadores responsáveis do Estado de São Paulo e dos Países Baixos. As pré-propostas serão ranqueadas de acordo com o Comitê de Avaliação Internacional criado para essa chamada, que notificará os classificados para submeterem as propostas pré-selecionadas à chamada (em inglês apenas). Isso deve ser feito até 6 de junho de 2023 também pelo SAGe.

A chamada de propostas está publicada em: https://fapesp.br/15563.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados