Empresa apoiada pelo PIPE abre vaga de treinamento técnico em desenvolvimento de sistemas embarcados | AGÊNCIA FAPESP

Candidatos devem ter experiência em desenvolvimento de sistemas de internet das coisas baseados em ESP32, banco de dados geoespaciais e dashboard on-line (foto: Dynamine Consultoria em Engenharia/divulgação)

Empresa apoiada pelo PIPE abre vaga de treinamento técnico em desenvolvimento de sistemas embarcados

19 de julho de 2021

Agência FAPESP – Uma vaga de treinamento técnico nível cinco (TT-5) com bolsa da FAPESP é oferecida pelo projeto “Sistema de controle de lavra, usina e manutenção para minerações de pequeno e médio porte”, conduzido na empresa Dynamine Consultoria em Engenharia, de São Paulo. O prazo de inscrição termina em 30 de julho de 2021.

A Dynamine recebe apoio financeiro do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP e desenvolve um sistema acessível para minerações de pequeno e médio porte, capaz de fornecer informações em tempo real sobre os equipamentos de lavra, usina e manutenção.

O candidato deve ter experiência em desenvolvimento de sistemas de internet das coisas baseados em ESP32, banco de dados geoespaciais e dashboard on-line.

Os interessados podem se inscrever pelo e-mail jaime.machado@dynamine.com.br.

Mais informações sobre a vaga em: www.fapesp.br/oportunidades/4327.

A Bolsa TT-5 é voltada a profissional graduado, especialista em TI com pelo menos cinco anos de experiência após a graduação ou título de doutorado (preferível doutor em computação), sem vínculo empregatício, com dedicação de 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa. O valor da bolsa é de R$ 7.372,40 mensais.

Mais informações sobre as bolsas de Treinamento Técnico da FAPESP: www.fapesp.br/bolsas/tt.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados