Problemas para ver o boletim? Clique aqui
 
Agência FAPESP English      Español
 
 
28 de janeiro de 2022
 
Estudo mostra que SARS-CoV-2 pode ficar no organismo por tempo superior ao recomendado para quarentena
Estudo mostra que SARS-CoV-2 pode ficar no organismo por tempo superior ao recomendado para quarentena
Pesquisadores acompanharam 38 contaminados e constataram que, em média, levou cerca de um mês para o teste diagnóstico se tornar negativo. Em três voluntários, o vírus permaneceu detectável por mais de 70 dias
 
 
 
SARS-CoV-2 aumenta o gasto energético de células do cérebro para se replicar
Constatação foi feita por pesquisadores brasileiros por meio de experimentos feitos com hamsters e com astrócitos isolados do sistema nervoso central dos roedores. Autores do estudo acreditam que a alteração metabólica está na origem das sequelas neurológicas da COVID-19
 
 
 
O mundo pós-pandemia conhecerá 'novas geografias de descontentes'
Avaliação foi feita pelo professor da USP Eduardo Haddad durante seminário que debateu as cidades pós-pandemia. O evento on-line, organizado por FAPESP e Instituto do Legislativo Paulista, também teve a participação de Ciro Biderman, Raquel Rolnik e Gabriel Poli de Figueiredo
 
 
 
Moléculas estudadas para o tratamento da doença de Chagas se mostram eficazes contra o novo coronavírus
Testes com células infectadas pelo SARS-CoV-2 foram conduzidos por pesquisadores da USP de São Carlos. Resultados permitem que a pesquisa avance para a fase pré-clínica, na qual o efeito das substâncias poderá ser avaliado em animais
 
 
 
Cientistas debatem o uso de inteligência artificial no enfrentamento da COVID-19 e de futuras pandemias
Modelos capazes de prever a propagação de patógenos, algoritmos que monitoram queixas de saúde em redes sociais e uso de big data e aprendizado de máquina para acelerar a descoberta de fármacos foram alguns dos tópicos abordados em seminário organizado por FAPESP e Global Research Council
 
 
 
Novo método de simulação computacional pode acelerar a busca de medicamentos contra a COVID-19
Técnica foi aplicada por pesquisadores do Brasil, da Alemanha e da Finlândia no estudo de uma das principais proteínas que atuam no ciclo de reprodução do SARS-CoV-2, a Mpro
 
 
Vídeos Ver Todos
 
 
 
 
Atividade física remota e supervisionada durante a pandemia
Com base em dados de 344 voluntários, grupo da USP comparou os benefícios à saúde de três tipos de prática: presencial com personal trainer, on-line sem supervisão ou supervisionada virtualmente por profissional.
 
 
 
Ciência SP | Embalagens mais seguras
Um papel capaz de inativar o novo coronavírus e outros microrganismos causadores de doenças foi lançado pela indústria Irani. O material possui micropartículas de prata e sílica incorporadas em sua estrutura durante o processo...
 
 
 
Ciência SP | Eficiência de filtragem das máscaras
Estudo feito na USP avaliou a eficiência de 227 tipos de máscara. As cirúrgicas e as PFF2/N95 foram as com melhor desempenho, filtrando entre 90% e 98% das partículas de aerossol. Na sequência, estão as de TNT vendidas em farmácia...
 

Acompanhe a Agência FAPESP

nas redes sociais

 

Assine o boletim da Agência FAPESP.

Indique a Agência FAPESP aos seus amigos.

Cancele o recebimento do boletim.

Rua Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - São Paulo - SP | CEP 05468-901 | Brasil

Tel: +55 (11) 3838 4000 | Fax: +55 (11) 3838 4117 | agencia@fapesp.br