USP tem candidatos para segundo turno | AGÊNCIA FAPESP

Glaucius Oliva (756 votos), João Grandino Rodas (643) e Armando Corbani Ferraz (423) são os mais votados na eleição para reitor. Segundo turno, que definirá lista tríplice, será no dia 10 de novembro (foto: USP)

USP tem candidatos para segundo turno

22 de outubro de 2009

Agência FAPESP – Os membros do conselho universitário, dos conselhos centrais e das congregações das unidades da Universidade de São Paulo (USP) confirmaram, na noite de terça-feira (20), os oito candidatos que disputarão o segundo turno das eleições para reitor no dia 10 de novembro.

Foram contabilizados 1.641 eleitores e registrado um índice de abstenção de 15% em 41 urnas apuradas. Cada um dos eleitores tinha direito a três votos em cada cédula, o que totalizou 4.923 votos válidos.

Glaucius Oliva, diretor do Instituto de Física de São Carlos, obteve 756 votos, seguido por João Grandino Rodas, diretor da Faculdade de Direito, com 643 votos, e Armando Corbani Ferraz, pró-reitor de pós-graduação, com 423 votos.

Completam a lista Francisco Miraglia, professor do Instituto de Matemática e Estatística (295 votos), Sonia Penin, diretora da Faculdade de Educação (272), Ruy Altafim, pró-reitor de cultura e extensão (202), Wanderley Messias, coordenador da Comunicação Social (167), e Sylvio Sawaya, diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (69 votos).

Foram registrados 1.551 votos brancos e 364 votos nulos. Outros professores titulares receberam 181 votos.

O segundo turno, que definirá a composição da lista tríplice de nomes para a escolha do novo reitor, que sucederá Suely Vilela, será realizado no dia 10 de novembro. O colégio eleitoral é composto pelos membros do conselho universitário e dos conselhos centrais, que somam cerca de 330 integrantes.

A eleição começará às 13 horas e o primeiro escrutínio terminará às 14h30. Se houver necessidade, serão realizados segundo ou terceiro escrutínios. O início de cada um ocorrerá 10 minutos após a proclamação do resultado do escrutínio anterior. O prazo para votação em cada novo escrutínio é de 45 minutos. No segundo e terceiro escrutínio, o número de elegíveis corresponde no máximo ao número de vagas existentes para completar a lista tríplice.

As mesas receptoras realizam a apuração que, em cada escrutínio, começará logo após o término da votação nas quatro mesas. Os votos dados a professores já eleitos em escrutínios anteriores não serão considerados.

Ao fim da apuração, os três professores mais votados serão proclamados eleitos, pela ordem dos votos recebidos na sequência dos escrutínios. Nesse momento sairá a lista tríplice que será enviada ao governador de São Paulo, José Serra, que tem a prerrogativa de escolher qualquer um dos nomes que compõem a lista.

Mais informações: www.usp.br/eleicao2009 e http://eleicao2009.blogspot.com.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados