Três ex-bolsistas da FAPESP são selecionados pela Dimensions Sciences para pesquisa sobre COVID-19 | AGÊNCIA FAPESP

Três ex-bolsistas da FAPESP são selecionados pela Dimensions Sciences para pesquisa sobre COVID-19 No total, sete brasileiros foram escolhidos e receberão bolsa para o estudo da organização não governamental com sede nos Estados Unidos (imagem: divulgação)

Três ex-bolsistas da FAPESP são selecionados pela Dimensions Sciences para pesquisa sobre COVID-19

11 de maio de 2020

Agência FAPESP – A Dimensions Sciences, uma organização não governamental sem fins lucrativos com sede nos Estados Unidos, selecionou sete cientistas brasileiros para receber bolsas de estudo para pesquisa e diagnóstico de COVID-19 em centros de força-tarefa em quatro estados do Brasil.

Dos pesquisadores selecionados, três já foram bolsistas da FAPESP: Lilian Cristina Russo, do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), Ítalo A. Castro, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, e Leonardo Schultz da Silva, do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Os outros cientistas brasileiros selecionados foram: Rômulo Leão Silva Reis, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Gláucia Rigotto Caruso, do Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, Juliana Gularte, da Universidade Feevale, e Isabela Lemos de Lima, da Universidade Federal de Uberlândia.

Cada bolsista receberá o total de R$ 6.500 por um período de três meses, a partir do dia 15 de maio de 2020. Além disso, eles contarão com o suporte da Dimensions Sciences para seu desenvolvimento profissional e pessoal dentro de um programa de mentoria.

O projeto está sendo inaugurado no Brasil com futuras chamadas planejadas para os Estados Unidos e Canadá. O plano é continuar desenvolvendo esse tipo de programa a longo prazo e expandi-lo globalmente, oferecendo oportunidades para cientistas de todo o mundo, especialmente aqueles de países em contexto desfavorecido.

A Dimensions Sciences é uma organização nova formada em novembro de 2019 nos Estados Unidos com a missão de investir em soluções para problemas científicos desafiadores, como o novo coronavírus. Sua fundadora, Marcia Fournier, é brasileira residente em Washington DC (Estados Unidos), com 20 anos de experiência em pesquisas inovadoras na área da saúde.

Mais informações: https://bit.ly/3fzpaBN.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados