SP Pesquisa apresenta 2ª parte do programa Em busca da energia escura | AGÊNCIA FAPESP

SP Pesquisa apresenta 2ª parte do programa Em busca da energia escura Reportagem explica o funcionamento do telescópio T-250 e imagens captadas pelo J-PAS (imagem: SP Pesquisa)

SP Pesquisa apresenta 2ª parte do programa Em busca da energia escura

28 de agosto de 2015

Agência FAPESP – O programa SP Pesquisa, que será exibido pela TV Cultura no sábado (29/08) e pela Univesp TV no domingo (30/08), traz a segunda parte da reportagem Em busca da energia escura. A primeira parte foi exibida em 22 de agosto.

O programa apresenta projeto que reúne pesquisadores do Brasil e da Espanha com o objetivo de estudar a energia escura no Universo. Do lado brasileiro, o projeto tem o apoio da FAPESP no âmbito do Programa Equipamentos Multiusuários e de Projeto Temático.

Na segunda parte da reportagem o SP Pesquisa explica o funcionamento do telescópio principal, o T-250, e o princípio de obtenção de imagens e análise de dados do telescópio J-PAS (Javalambre – Physics of the Accelerating Universe Astrophysical Survey), instalado na cidade de Teruel, na Espanha.

O SP Pesquisa é resultado de um termo de cooperação assinado entre a FAPESP e a Fundação Padre Anchieta, responsável pela TV Cultura. Na TV Cultura, o programa vai ao ar aos sábados, às 16h. A Univesp TV exibe reprise aos domingos (19h) e quintas-feiras (21h30).

Mais informações em univesptv.cmais.com.br.

Os programas SP Pesquisa já exibidos podem ser vistos no canal da Univesp TV no YouTube.

A página com os programas no canal Univesp TV pode ser acessada também pelo site da FAPESP.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados