Secretaria da Educação de São Carlos implanta o Ludo Escola na rede de ensino | AGÊNCIA FAPESP

Secretaria da Educação de São Carlos implanta o Ludo Escola na rede de ensino Projeto foi desenvolvido por CEPID apoiado pela FAPESP, em parceria com a startup Aptor Software

Secretaria da Educação de São Carlos implanta o Ludo Escola na rede de ensino

26 de junho de 2020

Agência FAPESP – A rede municipal de ensino de São Carlos, por meio de uma parceria entre o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) – um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiado pela FAPESP –, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Aptor Software (spin-off do CDMF) e Secretaria Municipal de Educação de São Carlos, está implantando o projeto Ludo Escola.

Trata-se de uma plataforma de ensino a distância que busca auxiliar alunos e professores com o emprego de novas tecnologias digitais. A ferramenta de aprendizado colaborativo totalmente gratuita está disponível no Portal do Ludo Educativo para o ensino das diferentes disciplinas, de maneira lúdica. Nesta plataforma, o professor poderá criar sua sala de aula, desenvolver atividades e avaliar a que foi ministrada para os alunos.

Com a interrupção do ensino presencial nas escolas, o portal permitirá criar salas de aula para cursos a distância, promovendo uma experiência inédita no ensino municipal.

Com o módulo Ludo Escola, dentro do Portal Ludo Educativo, os professores têm a oportunidade de utilizar cursos já disponibilizados na plataforma para aplicar a seus alunos ou mesmo criar seus próprios cursos, com diferentes módulos, em formato de jogos de tabuleiro.

Os professores têm acesso a diferentes relatórios, inerentes ao curso, sala e aluno, para que possam analisar o desempenho dos alunos frente aos assuntos abordados no curso e o progresso de cada um nos módulos.

Para mais informações acesse: www.ludoeducativo.com.br e selecione a opção “Ludo Escola”.

O tutorial completo está disponível no endereço: https://youtu.be/B0ak0CgUxsU.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados