Programa Juro Zero Inovação beneficiará empresas apoiadas pela FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Programa Juro Zero Inovação beneficiará empresas apoiadas pela FAPESP Iniciativa do governo de São Paulo subsidiará com recursos do Funcet juros das linhas de crédito para inovação da Desenvolve SP (foto:Nanox)

Programa Juro Zero Inovação beneficiará empresas apoiadas pela FAPESP

30 de novembro de 2018

Agência FAPESP – O Governo do Estado de São Paulo vai lançar o Programa Juro Zero Inovação, que irá subsidiar, com recursos de R$ 8 milhões do Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcet), os juros das linhas de crédito para inovação da Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP).

A iniciativa tem como objetivo de ampliar a competitividade do Estado, oferecendo condições ainda melhores no financiamento de projetos de alto potencial inovador de startups e pequenas e médias empresas (PMEs), de acordo com a Assessoria de Comunicação da Desenvolve SP.

Na primeira fase do Programa, poderão pleitear financiamentos somente empresas que já tenham concluído o Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP. A estimativa é que cerca de 192 empresas estejam aptas a apresentar seus projetos, que poderão ser financiados em até 100%.

“Neste momento, queremos alavancar projetos maduros, já validados pelo seu potencial inovador, e que necessitam de condições especiais de financiamento para decolar no mercado”, diz Eduardo Saggiorato, diretor de negócios e fomento da Desenvolve SP.

Ainda segundo Saggiorato, é preciso viabilizar caminhos para que o conhecimento acadêmico produzido no Estado seja transformado em produtos e serviços concretos e disruptivos. “Com o Programa Juro Zero Inovação ofereceremos mais uma ferramenta para que essas empresas possam desenvolver todo o seu potencial”.

Para Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico- Administrativo da FAPESP, o Programa Juro Zero Inovação será um importante complemento ao esforço que o Estado de São Paulo vem fazendo de apoiar empresas inovadoras. “Por meio do PIPE da FAPESP, já apoiamos mais de 1.500 empresas inovadoras, mas faltava a esse público o acesso ao crédito de longo prazo com condições realmente acessíveis. Temos certeza de que o Programa será um sucesso e irá garantir que as empresas cheguem ao mercado com novas soluções e possam crescer, que é nosso objetivo central”, diz.

Ao todo, o Programa Juro Zero Inovação subsidiará duas linhas de crédito já disponibilizadas pela Desenvolve SP: a Linha de Incentivo à Tecnologia, para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões; e a Linha Inovacred, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), para empresas com faturamento anual até R$ 90 milhões.

Com condições e critérios específicos, as linhas de crédito podem financiar projetos de inovação que abranjam desde a introdução de novos produtos, serviços e processos no mercado, incluindo a compra de máquinas e equipamentos, até o aperfeiçoamento de tecnologias já existentes, inovações organizacionais e de marketing.

O prazo para pagamento dos empréstimos pode chegar até 10 anos, já incluso período de carência de até 2 anos. O juro zero será concedido para as empresas que mantiverem as prestações do financiamento pagas em dia. No caso de inadimplência, os juros cobrados poderão variar de 0,33% a 0,56% a.m. (+ SELIC) por parcela em atraso. Os empresários com dificuldades em apresentar garantias reais para a tomada de crédito poderão ainda contratar junto ao financiamento os Fundos Garantidores oferecidos pela Desenvolve SP.

As empresas aptas poderão submeter seus projetos para análise de viabilidade econômica e enquadramento da linha de crédito no próprio site da Desenvolve SP por meio do Office Banking “Solicitações Online”. Ao criar um login e senha, os empresários devem preencher as informações de cadastro necessárias, bem como anexar toda documentação exigida pela instituição financeira.

Mais informações estão disponíveis no endereço www.desenvolvesp.com.br.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados