Pós-doutorado em pesquisa com raios cósmicos com Bolsa da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Projeto Temático no Instituto de Física da Unicamp tem uma vaga de bolsista para análise de dados e operação do Observatório Pierre Auger (reprodução)

Pós-doutorado em pesquisa com raios cósmicos com Bolsa da FAPESP

02 de maio de 2013

Agência FAPESP – O Projeto Temático “Estudo dos raios cósmicos de mais altas energias com o Observatório Pierre Auger”, apoiado pela FAPESP, tem uma vaga de bolsa de pós-doutorado para trabalho na análise de dados e operação do Observatório Pierre Auger, na Argentina.

A bolsa é de R$ 5.908,80 mensais e por período inicial de um ano, com possibilidade de renovação. A data de início da bolsa pode ser negociada, dando-se preferência para início antes de 1º de setembro de 2013.

O projeto envolve o estudo de raios cósmicos de ultra-altas energias, na faixa de 1 EeV e acima, e está ligado ao Instituto de Física da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Segundo a pesquisadora responsável pelo projeto, professora Carola Dobrigkeit Chinellato, os dados experimentais obtidos no observatório na Argentina permitem dar passos importantes no entendimento de origem, processos de aceleração, propagação desde as fontes até a Terra, composição e espectro energético desses raios cósmicos de energias ultra-altas.

Em operação desde 2004, o observatório internacional Pierre Auger é resultado da colaboração entre pesquisadores de 17 países e é voltado para a detecção e o estudo de raios cósmicos de altíssima energia.

Os pesquisadores da Unicamp estão envolvidos na análise de dados e no desenvolvimento de detectores para o observatório e participam em turnos de tomadas de dados nos telescópios de fluorescência.

Espera-se que o pós-doutor selecionado, que deve ter título de doutor em física, se insira nas atividades desenvolvidas pelos pesquisadores na Colaboração Auger e interaja com pesquisadores das demais instituições paulistas e brasileiras que participam da iniciativa. Em Campinas, há quatro docentes, dois pós-doutores e cerca de dez estudantes envolvidos no projeto.

O principal foco de atividades é na análise de dados do Observatório Pierre Auger. Os temas de interesse são: espectro, composição, anisotropias de larga escala, fontes pontuais, campos magnéticos e multipletos, interações hadrônicas.

Além de doutor em física, o candidato deve ter experiência em física de astropartículas ou em uma área relacionada, preferencialmente na análise de dados de experimentos envolvendo chuveiros atmosféricos e simulações, e ter publicações em revistas e conferências nos temas relacionados ao projeto de pós-doutorado. Os interessados devem enviar os documentos para a seleção até 10 de junho.

Mais informações sobre o processo de seleção: www.fapesp.br/oportunidades/434.

A vaga está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

O bolsista de PD, caso resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de Bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados