1 Pesquisas em Unidades de Conservação serão selecionadas | AGÊNCIA FAPESP

Pesquisas em Unidades de Conservação serão selecionadas | AGÊNCIA FAPESP

FAPESP, CNPq e ICMBio lançam chamada de propostas para apoiar pesquisas sobre a Caatinga e a Mata Atlântica (foto: ICMBio)

Pesquisas em Unidades de Conservação serão selecionadas

14 de setembro de 2017

Agência FAPESP – O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a FAPESP e demais fundações estaduais de amparo à pesquisa (FAPs) lançaran a chamada CNPq/ICMBio/FAPs Nº 18/2017.

A chamada tem por objetivo apoiar projetos de pesquisa interdisciplinares que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a formação de recursos humanos relacionados ao manejo, uso sustentável e conservação da biodiversidade e à proteção do patrimônio cultural e dos recursos naturais em Unidades de Conservação federais e seu entorno nos biomas Caatinga e Mata Atlântica, fortalecendo a inserção das Unidades de Conservação no desenvolvimento regional.

Ao todo, serão investidos cerca de R$ 4 milhões em recursos financiados pelo ICMBio, provenientes da Compensação Ambiental do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional e da Compensação Ambiental do Gasoduto Cacimba-Catu. O valor destinado a cada proposta poderá ser de até R$ 200 mil. As propostas aprovadas na chamada poderão ser financiadas com recursos oriundos das FAPs, também até o valor máximo de R$ 200 mil.

Pesquisadores interessados vinculados a Instituições de Ensino Superior ou Pesquisa do Estado de São Paulo devem seguir as orientações do CNPq (https://goo.gl/3tEw1Q), bem como as descritas na chamada publicada pela FAPESP (www.fapesp.br/11223).

Os projetos de pesquisa deverão contemplar uma ou mais Unidades de Conservação da Caatinga (Linha 1) ou uma ou mais Unidades de Conservação da Mata Atlântica (Linha 2), com o intuito de beneficiar, entre outros, pesquisadores, estudantes, educadores, técnicos, comunidades locais, gestores de Unidades de Conservação e formuladores de políticas públicas.

As inscrições estarão abertas até 6 de outubro de 2017.

A submissão de propostas será pela Plataforma Integrada Carlos Chagas (http://carloschagas.cnpq.br).

Na FAPESP, as propostas tramitarão segundo as normas e orientações de Auxílio à Pesquisa – Regular.

As propostas a serem apoiadas deverão ter seu prazo máximo de execução estabelecido em 36 meses.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/11223.

Assuntos mais procurados