Mestrado em Ictiologia com bolsa da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Mestrado em Ictiologia com bolsa da FAPESP Projeto desenvolvido no Museu de Zoologia da USP e integrante do programa BIOTA-FAPESP envolve revisão taxonômica, osteologia e estudos da miniaturização (foto: MZ-USP)

Mestrado em Ictiologia com bolsa da FAPESP

21 de maio de 2019

Agência FAPESP – O projeto "Characiformes miniaturas (Teleostei: Ostariophysi): evolução, diversidade e biogeografia", que integra o Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Restauração e Uso Sustentável da Biodiversidade (BIOTA), dispõe de uma vaga de mestrado com bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição vai até 23 de maio de 2019.

A oportunidade será aplicada no Laboratório de Ictiologia do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZ-USP). O projeto envolve revisão taxonômica, osteologia e estudos da miniaturização do complexo de espécies Hemigrammus geisleri Zarske & Géry (Characiformes: Characidae).

É desejável para a vaga experiência em sistemática ou Ictiologia. Será dada preferência por estudantes sem reprovações no histórico de graduação. O candidato escolhido deverá prestar prova de seleção de mestrado no Programa de Pós-Graduação do MZ-USP em Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade.

Os interessados devem enviar e-mail para Manoela Marinho (manoela.marinho@gmail.com), que supervisionará o projeto, contendo histórico de graduação completo, endereço eletrônico do currículo Lattes atualizado, carta de interesse e carta de recomendação de um professor ou orientador da graduação.

Mais informações sobre a vaga: www.fapesp.br/oportunidades/2886.

Saiba mais sobre as Bolsas de Mestrado da FAPESP em: www.fapesp.br/bolsas/ms.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados