Medalhas na Olimpíada Internacional de Física | AGÊNCIA FAPESP

Pela primeira vez, todos os membros da delegação brasileira ganharam medalhas no evento, desta vez realizado na Croácia (foto: divulgação)

Medalhas na Olimpíada Internacional de Física

09 de agosto de 2010

Agência FAPESP – A equipe brasileira que participou da 41ª International Physics Olympiad (IPhO), realizada em julho em Zagreb, na Croácia, ganhou cinco medalhas de bronze.

A equipe foi formada pelos estudantes do ensino médio Rodrigo Alencar (CE), Filipe Rodrigues de Almeida Lira (PE), Cássio dos Santos Sousa, Gustavo Haddad Braga e Rodrigo Silva, os três últimos de São Paulo.

O Brasil participa da IPhO desde 2000 por iniciativa da Sociedade Brasileira de Física. O evento visa a estimular o interesse pela física, aproximar o ensino médio das universidades e selecionar talentos para as competições internacionais de física.

O Brasil é o país da América Latina com maior número de medalhas conquistadas na IPhO. Este ano, foi a primeira vez que todos os integrantes da equipe conquistaram medalhas. No ano passado, o país ganhou quatro: duas de prata e duas de bronze.

Os brasileiros concorreram com 380 estudantes de 80 países. Eles foram selecionados a partir da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) entre cerca de 250 mil alunos de 4,8 mil escolas que participaram da última edição da OBF. Os selecionados da OBF são preparados para participar da IPhO e da Olimpíada Ibero-Americana de Física (OIbF).

Os alunos receberam orientação da comissão de preparação, de seus professores e dos coordenadores estaduais da OBF, além de terem feito diversas provas seletivas, sendo a preparação concluída com atividades intensivas no Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo, sob a orientação do professor Euclydes Marega Júnior.

Mais informações sobre a OBF: www.sbfisica.org.br/v1

Mais informações sobre a IPhO: http://ipho2010.hfd.hr
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados