Livros publicados com apoio da FAPESP vencem Prêmio Jabuti | AGÊNCIA FAPESP

Cinco obras editadas com auxílio à publicação ganharam a premiação, considerada a mais importante da literatura brasileira (foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Livros publicados com apoio da FAPESP vencem Prêmio Jabuti

22 de outubro de 2013

Por Elton Alisson

Agência FAPESP – Cinco obras editadas com Auxílio à Pesquisa – Publicações da FAPESP venceram a 55ª edição do Prêmio Jabuti, concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). O resultado da premiação – considerada a mais importante da literatura brasileira – foi anunciado no dia 17 de outubro.

Na categoria “Teoria e Crítica Literária”, Jaime Ginzburg, professor associado da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), ficou em segundo lugar com o livro Crítica em tempos de violência, publicado pela Editora da Universidade de São Paulo (Edusp) e a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (Imesp).

Ainda na mesma categoria, Maria Augusta da Costa Vieira, também docente da FFLCH da USP, obteve o terceiro lugar com o livro A narrativa engenhosa de Miguel de Cervantes: estudos cervantinos e a recepção do Quixote no Brasil, igualmente lançado pela Edusp e a Imesp.

Em “Ciências Humanas”, Renato Sztutman, também professor da FFLCH, ficou em segundo lugar com O profeta e o principal: a ação política ameríndia e seus personagens, publicado pela Edusp (leia mais em: http://agencia.fapesp.br/17098).

Roseli Rodrigues de Mello e Fabiana Marini Braga – ambas professoras da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – e Vanessa Gabassa, professora da Universidade Federal de Goiás (UFG), ganharam em segundo lugar na categoria “Educação” com Comunidades de aprendizagem: outra escola é possível, lançado pela Editora da UFSCar.

Lara Leite Barbosa, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, ficou em terceiro lugar, na categoria “Arquitetura e urbanismo”, com Design sem fronteiras: a relação entre o nomadismo e a sustentabilidade.

Pesquisadores apoiados

Outros professores e pesquisadores de universidades e instituições de pesquisa com projetos apoiados recentemente pela FAPESP também sagraram-se vencedores do prêmio literário.

Na categoria “Ciências naturais”, Vera Lúcia Imperatriz-Fonseca, atualmente professora visitante sênior na Universidade Federal Rural do Semiárido, no Rio Grande do Norte; Dora Ann Lange, pesquisadora do Centro de Referência em Informação Ambiental (Cria); Denise de Araújo Alves, pós-doutoranda na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto; e Antonio Mauro Saraiva, professor da Escola Politécnica da USP, ficaram em terceiro lugar, com Polinizadores no Brasil: contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais.

Fonseca coordenou o Projeto Temático Biodiversidade e uso sustentável de polinizadores, com ênfase em abelhas Meliponini, que resultou no livro e do qual Saraiva foi um dos pesquisadores principais.

Por sua vez, Alves realiza atualmente pós-doutorado com Bolsa da FAPESP.

Gustavo Diniz Ferreira Gusso, professor da Faculdade de Medicina da USP, e José Mauro Ceratti Lopes, professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), ganharam o primeiro lugar na categoria “Ciências da Saúde”, com o livro Tratado de medicina de família e comunidade: princípios, formação e prática, publicado pela editora Artmed.

Gusso realiza atualmente os projetos regulares “Avaliação da observação estruturada de consultas filmadas na atenção primária à saúde” e “Avaliação das Unidades Básicas de Saúde, equipes de saúde da família e assistência médica ambulatorial usando o Primary Care Assessment Tool.

Na categoria “Tradução de obra de ficção alemão-português”, Luis Sergio Krausz, professor da FFLCH da USP, ganhou o primeiro lugar com a tradução do livro Retrato da mãe quando jovem, de Friedrich Christian Delius.

Krausz realiza atualmente o projeto de pesquisa regular “Ghettoliteratur: um gênero esquecido”, com apoio da FAPESP.

O pesquisador também publicou em 2012, pela Edusp, o livro Passagens: literatura judaico-alemã entre gueto e metrópole, com Auxílio à Pesquisa – Publicações Científicas – Livros da FAPESP.

Premiação

A cerimônia oficial de entrega do Prêmio Jabuti será em 13 de novembro, quando serão conhecidos os ganhadores do “Melhor Livro de Ficção” e “Melhor Livro de Não Ficção”.

A obra vencedora em primeiro lugar de cada categoria receberá, além do troféu Jabuti, um prêmio no valor bruto de R$ 3,5 mil.

Os segundos e terceiros colocados de cada categoria receberão o troféus do Prêmio Jabuti.

Já o “Livro do Ano Ficção” e o “Livro do Ano Não Ficção” receberão, cada um, o troféu Jabuti dourado e o valor bruto de R$ 35 mil.

 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados