Lato sensu para a rede pública estadual | AGÊNCIA FAPESP

Redefor investirá R$ 109 milhões para capacitar cerca de 30 mil profissionais da rede pública até 2012. Serra com os secretários do Ensino Superior (Carlos Vogt, à esq. na foto) e da Educação (Paulo Renato Souza)(foto: GESP)

Lato sensu para a rede pública estadual

31 de março de 2010

Agência FAPESP – Os professores da rede estadual de ensino de São Paulo terão cursos lato sensu. O anúncio foi feito na segunda-feira (29/3) pelo governador José Serra, na formalização da Rede São Paulo de Formação Docente (Redefor), que será desenvolvida em parceria com as universidades estaduais paulistas.

Com investimento de R$ 109 milhões, a iniciativa tem como objetivo melhorar a capacitação de professores, diretores e supervisores do ensino fundamental ciclo 2 (de 5ª a 8ª série) e do ensino médio.

O programa, executado por meio da Escola Paulista de Formação Docente, oferecerá cursos de especialização a distância para 30 mil profissionais da rede pública de São Paulo até 2012.

Segundo a Secretaria da Educação, serão oferecidos 16 cursos, com duração de 360 horas, em um período entre 12 e 14 meses. A especialização em docência engloba 13 disciplinas do currículo. Para os diretores, será oferecida uma especialização em gestão escolar. Haverá também cursos para professores-coordenadores (gestão do currículo) e para supervisores de ensino (gestão da rede pública).

Os cursos serão oferecidos em duas etapas. A primeira (2010-2011) terá início no segundo semestre deste ano e capacitará 10 mil educadores.

Na segunda, compreendida entre 2011-2012, cerca de 20 mil profissionais serão contemplados. Os convênios terão vigência até 31 de dezembro de 2012. Em três anos, o programa terá um investimento total de R$ 109 milhões, sendo R$ 32 milhões previstos somente para 2010.

A Universidade de São Paulo (USP) ministrará cursos para docentes em ciências, biologia, sociologia, além de especializações em gestão da escola para diretores, em gestão do currículo para professores-coordenadores e em gestão da rede pública para supervisores de ensino. Serão oferecidas 4.060 vagas entre 2010-2011 e outras 8.140 entre 2011 e 2012.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) oferecerá cursos de especialização para docentes em língua portuguesa, matemática, física, história e educação física, em um total de 4.050 vagas, entre 2010 e 2011, e 8 mil vagas entre 2011 e 2012.

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) disponibilizará cursos de especialização para docentes em língua inglesa, filosofia, arte, química e geografia, sendo 1.800 vagas entre este e o próximo ano e mais 3.950 vagas entre 2011 e 2012.

Os critérios para seleção serão divulgados por meio de resolução que será publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

Mais informações: www.educacao.sp.gov.br
 

Assuntos mais procurados