Krieger é o novo vice-presidente da FAPESP | AGÊNCIA FAPESP

Governador Alberto Goldman nomeia conselheiro Eduardo Moacyr Krieger para exercer a função, em vaga decorrente do término do mandato de José Arana Varela (foto: FAPESP)

Krieger é o novo vice-presidente da FAPESP

01 de dezembro de 2010

Agência FAPESP – Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo de 30 de novembro de 2010, o governador Alberto Goldman nomeou Eduardo Moacyr Krieger para exercer a função de vice-presidente da FAPESP, em vaga decorrente do término do mandato de José Arana Varela.

A nomeação foi fundamentada no art. 10 da Lei 5.918-60, combinado com o art. 5º dos Estatutos da FAPESP, aprovados pelo Dec. 40.132-62.

Krieger é conselheiro da FAPESP desde agosto de 2007 e coordenador do Programa de Cardiologia Translacional do Instituto do Coração (InCor). É professor emérito da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). Foi presidente da Academia Brasileira de Ciências, da Sociedade Brasileira de Fisiologia e da Federação das Sociedades de Biologia Experimental.

Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, foi presidente da Inter-American Society of Hypertension e da Sociedade Brasileira de Hipertensão.

Entre os prêmios e condecorações que recebeu estão a Ordem Nacional do Mérito Científico (Grã-Cruz), a TWAS Medal Lectures, da Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento, e o Prêmio Almirante Álvaro Alberto. Na semana passada recebeu a Medalha da Ordem do Mérito Médico 2010, do Ministério da Saúde.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados