Jeter Bertoletti ganha José Reis | AGÊNCIA FAPESP

Idealizador e diretor do Museu de Ciências e Tencnologia da PUC-RS é o vencedor do Prêmio José Reis de Divulgação Científica, concedido pelo CNPq

Jeter Bertoletti ganha José Reis

26 de junho de 2007

Agência FAPESP – Jeter Jorge Bertoletti, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), é o vencedor da 27ª edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica, concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O prêmio deste ano foi atribuído à categoria Divulgação Científica, voltado a pesquisadores ou escritores que tenham se destacado expressivamente como divulgadores. De acordo com o CNPq, o prêmio é "destinado àqueles que contribuam significativamente para tornar a ciência, a tecnologia, a pesquisa e a inovação conhecidas do grande público".

Diretor e fundador do Museu de Ciências e Tecnologia da PUC/RS, Bertoletti receberá o prêmio – que consiste em diploma e valor equivalente a US$ 4,5 mil – na abertura da Reunião Anual da SBPC, no dia 8 de julho.

Idealizado por Bertoletti e inaugurado em julho de 1967, o museu foi transferido para prédio próprio, no campus da PUC-RS, em novembro de 1994. A área de exposições atual, que segue uma linha diferenciada de ensino, baseada na interatividade, foi inaugurada em 14 de dezembro de 1998.

Com cinco pavimentos e dois mezaninos, o museu conta com uma área de 20 mil metros quadrados, na qual se situam espaços para o acervo científico e didático, exposições, feiras de ciências, modernos laboratórios de pesquisa e de formação e capacitação de professores, oficinas e administração.

Segundo Bertoletti, os museu e centros de ciências promovem a melhoria do ensino e da formação de professores ao mesmo tempo em que divulgam o conhecimento científico para a comunidade. "Esse processo de alfabetização científica da população é promovido pelo diálogo, pela interatividade e pela apresentação de novas experiências", disse à Agência FAPESP.

De acordo com o professor, a melhoria dos serviços de educação, difusão e infra-estrutura dos centros e museus pode beneficiar a sociedade. "Povo educado científica e tecnologicamente é povo esclarecido, capaz de enfrentar barreiras e competir com nações mais evoluídas", destacou.

Bertoletti também é coordenador do Projeto Museu Itinerante (Promusit), que promove intercâmbio e percorre os municípios gaúchos para promover a popularização da ciência e da tecnologia nas escolas e comunidades em geral.

* Colaborou Karin Fusaro


Assuntos mais procurados