Feijão com mais proteínas | AGÊNCIA FAPESP

IAC Formoso tem também cozimento mais rápido e suas sementes deverão ser disponibilizadas em 2011 (IAC)

Feijão com mais proteínas

10 de novembro de 2010

Agência FAPESP – O Instituto Agronômico (IAC), órgão ligado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, desenvolveu um novo cultivar que produz um feijão 23% mais rico em proteínas e que apresenta tempo de cozimento de apenas 20 minutos, menos do que feijões comuns.

Denominado IAC Formoso, o novo feijão levou sete anos para ser desenvolvido pela equipe do pesquisador Alisson Fernando Chiorato, do Centro de Grãos e Fibras do IAC.

Segundo o IAC, o novo cultivar também oferece vantagens ao produtor. Da germinação à colheita ele se desenvolve em apenas 75 dias, 20 a menos em relação aos cultivares mais comuns na lavoura como, por exemplo, o IAC Alvorada.

De acordo com o instituto, que também desenvolveu o popular feijão carioquinha, as sementes do IAC Formoso deverão estar disponíveis para comercialização a partir de fevereiro de 2011.

“É um feijão com excelente qualidade e caldo grosso devido à liberação de sólidos solúveis totais durante o cozimento dos grãos”, disse Chiorato.

O cultivar foi desenvolvido pelo Programa de Melhoramento de Genética do Feijão, que desde a década de 1930 já lançou 40 cultivares, dos quais seis estão em uso.

Mais informações: www.iac.sp.gov.br.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados